×
Loading ...

10 erros que você não pode cometer durante uma dieta

Getty Images

Introdução

Manter um peso adequado é importante para a saúde física e emocional. Os efeitos positivos de um peso ideal estão estreitamente ligados à prevenção de diversas doenças, sobretudo cardíacas. Além disso, constitui um fator importante para a manutenção da autoestima. Se você deseja perder peso — especialmente se já tentou fazê-lo em outras ocasiões sem sucesso —, evite os seguintes erros e você alcançará os resultados esperados.

Getty Images

Pensar a curto prazo

Evite pensar em emagrecer apenas para "ficar bem" em ocasiões especiais ou nas férias. Não se trata de causar impacto numa festa ou na praia, mas de sentir-se bem consigo mesmo durante todo o ano e de permanecer saudável pelo resto da vida. Por isso, pense a longo prazo: como você gostaria de estar daqui a dez anos? Esse pensamento lhe permitirá estabelecer objetivos concretos e realizáveis. Outro exercício consiste em buscar razões para emagrecer. Se o sobrepeso causa dificuldades enquanto você brinca com as crianças, pense como alguns quilos a menos mudariam seu estilo de vida.

Siri Stafford/Digital Vision/Getty Images

Fazer dietas pré-fabricadas

Abandone as dietas publicadas por aí, como a "dieta da lua" ou a "dieta do limão". Além de serem más para a saúde, elas não funcionam por diversas razões. Evite também realizar dietas feitas para outras pessoas: o que funcionou com sua amiga pode não fazer efeito com você, pois cada metabolismo é único. O melhor a fazer é consultar um nutricionista, que solicitará exames médicos a fim de preparar um plano de alimentação adequado para seu metabolismo e estilo de vida. Não se esqueça: a melhor dieta é aquela que foi planejada apenas para você.

James Woodson/Digital Vision/Getty Images

Pular refeições

Pular refeições é uma má decisão especialmente por duas razões. A primeira é que, quando você não suportar mais a fome, acabará comendo a primeira opção que estiver à disposição. A segunda razão é talvez menos conhecida: quando você deixa de ingerir alimentos durante um período prolongado, seu corpo ativa o modo de "sobrevivência". Ou seja, seu metabolismo entende que está passando por um momento de escassez e ativa o sistema de depósito de energia (combustível para seu funcionamento), retardando ou anulando a perda de peso. Por isso, o melhor a se fazer é comer a cada três horas, em porções adequadas.

KatarzynaBialasiewicz/iStock/Getty Images

Não separar um tempo para comer e nada mais

Hoje em dia é difícil separar um tempinho somente para comer. A maioria das pessoas o faz enquanto assiste à televisão, termina um trabalho ou discute algum assunto. No entanto, esses são maus costumes que tornam difícil controlar o quanto comemos e perceber quando estamos realmente satisfeitos. Além disso, comer rápido ou sob pressão promove o surgimento de úlceras, aumentando a acidez e os problemas de digestão. Você deve respeitar os momentos das refeições principais, ingerir os alimentos pausadamente, em quantidades pequenas, e mastigar bem os alimentos.

Leks_Laputin/iStock/Getty Images

Eliminar completamente um tipo de alimento

O erro mais comum entre quem faz dietas é abandonar por completo certos alimentos (farinhas, gorduras, açúcares, etc.) para perder peso mais rapidamente. No entanto, além dessa ser uma solução temporária, as restrições prejudicam o organismo, pois ele necessita de uma combinação adequada de proteínas, carboidratos e gorduras para funcionar bem. Além disso, privar-se de certos alimentos pode causar frustração, levando você a desistir da meta inicial. Por outro lado, um nutricionista pode aconselhá-lo a respeito das quantidades adequadas de ingestão de certos alimentos. Lembre-se de que não se trata de manter uma boa aparência, mas de estar saudável!

Getty Images

Não realizar atividades físicas

Não fazer atividades físicas por falta de tempo ou vontade é outro erro frequente quando se deseja perder peso. O corpo deve eliminar os depósitos de gordura extra e fortalecer os músculos e, por isso, exige que você realize uma atividade leve a moderada pelo menos três vezes por semana. Além de acelerar o metabolismo e ajudar você a alcançar o objetivo inicial, a atividade física libera o "hormônio da felicidade" e fortalece músculos e ossos. Busque o acompanhamento de um profissional de educação física numa academia local ou faça uma caminhada diária em seu próprio bairro.

Getty Images

Fazer refeições como "recompensa"

Somos especialistas em inventar desculpas e negociar ao nos deparar com uma tentação gastronômica. A mentira de dizer "só desta vez" ou "mereço pelo exercício que fiz" é o prenúncio do fracasso e da culpa que virá a seguir. Se você tem dificuldade em se negar essas "recompensas", substitua-as por versões contendo menos calorias, como um sorvete de iogurte dietético aos finais de semana. Durante a semana, tenha sempre à mão uma fruta e exercite sua força de vontade.

Getty Images

Não tomar água

Não ingerir água ou substituí-la por opções saborizadas, bebidas dietéticas ou chá é um erro comum. Apesar de insípida, a água é o líquido essencial à vida e o principal em nosso organismo, sendo vital que a consumamos diariamente. Recomenda-se a ingestão de no mínimo dois litros e meio de água por dia. Você pode optar pela água com gás e complementá-la com sucos, mas jamais elimine por completo a ingestão desse líquido vital. A hidratação do corpo é um assunto que deve ser levado muito a sério.

Justin Sneddon/iStock/Getty Images

Aproveitar festas e finais de semana

É impossível não participar de festas e reuniões, sobretudo nos finais de semana. Nesses casos, não jogue a perder o esforço feito ao longo da semana por causa de um prato ou copo a mais. Planeje o que você comerá e beberá e, se possível, coma algo em casa, antes de sair, para satisfazer as necessidades do organismo de antemão. Lembre-se de que as bebidas alcoólicas contêm calorias vazias, ou seja, não aportam qualquer valor nutricional. Por essa razão, limite seu consumo a um ou dois copos.

Creatas/Creatas/Getty Images

Render-se e desistir

Já que o organismo está acostumado a determinadas quantidades e qualidades de alimentos, durante as primeiras semanas será difícil manter uma nova dieta. Além disso, seu corpo precisará de tempo para se adaptar à mudança e iniciar a perda de peso. É provável que a balança siga indicando o mesmo peso ou até mesmo registre um leve aumento, sobretudo se você treinar com pesos. Se você demorou a ganhar peso, também precisará de tempo para perdê-lo. De qualquer forma, mantenha-se firme durante esse período de adaptação — tente pensar nisso como um estilo de vida diferente para os anos seguintes.