×
Loading ...

Dez filmes sobre a loucura e outros transtornos mentais

Getty Premium

Introdução

Transtorno obsessivo compulsivo, esquizofrenia, transtorno bipolar, depressão. São muitos os transtornos mentais que atormentam as pessoas em um mundo de cada vez mais ansiedade e estresse. Esses transtornos também estão presentes no cinema, em filmes memoráveis, vencedores de muitos prêmios. Para interpretar personagens atormentados mentalmente, atores e atrizes estudam e passam por laboratórios. As atuações nos filmes listados a seguir são memoráveis e, muitas vezes, reconhecidas com a estatueta do Oscar.

Handout/Getty Images Entertainment/Getty Images

Bicho de Sete Cabeças

O filme nacional "Bicho de Sete Cabeças", dirigido por Laís Bodanski, foi uma mostra de que o ator Rodrigo Santoro tinha talento para fazer cinema. Nesse longa, de 2001, ele dá vida a Neto, um adolescente de classe média que é internado em um manicômio quando seu pai descobre um baseado em seu casaco. No hospital psiquiátrico, o jovem se depara com todos os tipos de doenças mentais e, mais que isso, experimenta uma realidade cruel e desumana. A dureza do ambiente e do tratamento deixam o personagem principal atormentado. O filme recebeu diversos prêmios, como o Margarida de Prata, destinado a produções comprometidas com os direitos humanos.

Brendon Thorne/Getty Images Entertainment/Getty Images

Uma Mente Brilhante

No filme "Uma Mente Brilhante", o ator Russel Crowe intepretou o matemático John Nash, vítima de esquizofrenia. Quando jovem, o brilhante matemático foi diagnosticado com a doença, depois de ser atormentado por vozes e pessoas inexistentes. Para burlar a doença, o matemático usa da lógica e descobre uma forma de descobrir se seus interlocutores são reais ou não. O filme é de 2001 e foi dirigido por Ron Howard. Ele rendeu à atriz Jennifer Connelly o Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante. Personalidade que inspirou o filme, o matemático John Nash estava na plateia na cerimônia de entrega dos Oscars, que também coroou o longa-metragem como Melhor Filme.

Chung Sung-Jun/Getty Images Entertainment/Getty Images

Gênio Indomável

O filme "Gênio Indomável" trata da genialidade e das dificuldade de relacionamento do jovem Will Hunting, vivido por Matt Damon. Superdotado, ele trabalha em uma universidade como auxiliar de limpeza e é nesse ambiente que sua inteligência é descoberta. Atormentado por sua genialidade, ele precisa fazer terapia para lidar com suas limitações sociais. Somente o terapeuta Sean Maguire, vivido por Robin Williams, consegue ajudá-lo a superar seus problemas. O filme de Gus Van Sant é de 1998 e recebeu duas estatuetas: Melhor Roteiro Original e Melhor Ator Coadjuvante.

Kevin Winter/Getty Images Entertainment/Getty Images

Um Estranho no Ninho

Jack Nicholson dá um show de interpretação no filme "Um Estranho no Ninho", de 1975, no qual ele interpreta Randle Patrick McMurphy. Randle é um prisioneiro que finge estar louco para não ter que trabalhar. Como consequência, acaba em uma instituição para doentes mentais. No local, o rebelde acaba estimulando os internos em tratamento a se revoltarem contra as regras rígidas da instituição. Para isso, ele manipula a loucura dos pacientes. O longa-metragem foi o primeiro a ganhar o Oscar nas principais categorias: Melhor Filme, Melhor Diretor, Melhor Ator, Melhor Atriz e Melhor Roteiro Adaptado. Entre as curiosidades desse filme está a estreia cinematográfica de Christopher Lloyd (o professor de "De Volta para o Futuro").

Kris Connor/Getty Images Entertainment/Getty Images

Uma Lição de Amor

Os bons filmes que tratam de transtornos mentais sempre contam com atuações notáveis. No caso do filme "Uma Lição de Amor", lançado em 2001, o show fica por conta da atuação de Sean Penn. Com Michelle Pfeiffer e Dakota Fanning no elenco, o filme conta a história de Sam Dawson, vivido por Penn, que tem deficiência mental, mas cuida de sua filha de sete anos. Em razão de sua baixa capacidade intelectual, Sam é afastado de sua filha. Com a ajuda de uma advogada, ele luta pela guarda da garota.

Kevin Winter/Getty Images Entertainment/Getty Images

Clube da Luta

De 1999, o filme "Clube da Luta", dirigido por David Fincher, conta com belas atuações de Brad Pitt e Edward Norton. Personagem de Edward, Jack é um jovem executivo que, apesar da boa condição financeira, está descontente com sua vida. Para curar sua insônia, ele começa a participar de um grupo de ajuda, no qual encontra pessoas com transtornos mentais e vítimas de problemas mais graves, como o vício em drogas. É em um desses encontros que ele conhece Tyler, vivido por Pitt. À medida que sua relação com Tyler se estreita, Jack começa a se questionar se ele realmente existe ou é invenção de sua mente.

Alberto E. Rodriguez/Getty Images Entertainment/Getty Images

Efeito Borboleta

No filme "Efeito Borboleta", lançado em 2004, o jovem Evan quer superar traumas de sua infância. Para isso, ele usa seus poderes para voltar no tempo e alterar o passado. A cada viagem, o personagem de Ashton Kutcher altera sua vida e, ao voltar ao presente, percebe que consertando antigos problemas gerou dificuldades novas e imprevisível. O filme foi inspirado na Teoria do Caos, na qual está inserida a teoria do Efeito Borboleta. Esse princípio afirma que mesmo o bater de asas de uma borboleta pode causar resultados inesperados. O filme terá nova continuação, com o mesmo roteirista da trama original. Entretanto, em 2006 e 2009, foram lançadas duas sequências de pouco sucesso diretamente em DVD sem o roteirista original.

Frazer Harrison/Getty Images Entertainment/Getty Images

Melhor é Impossível

Jack Nicholson aparece mais uma vez nesta lista dando um show de interpretação. No filme "Melhor É Impossível", ele interpreta Melvin Undall, um escritor nova-iorquino rude e que sofre de Transtorno Obsessivo Compulsivo. Os principais alvos da grosseria e sarcasmo do personagem são seu vizinho, um artista homossexual vivido por Greg Kinnear, e a garçonete interpretada por Helen Hunt. Um assalto ao vizinho de Melvin faz com que os três personagens se aproximem. O filme, dirigido por James L. Brooks, é de 1997 e rendeu a Nicholson o Oscar de Melhor Ator.

Jason Merritt/Getty Images Entertainment/Getty Images

Cisne Negro

O filme "Cisne Negro", lançado em 2011, ganhou destaque nas telonas especialmente pelo trabalho da atriz Natalie Portman. Nele, ela vive a bailarina Nina, que ganha o papel principal na peça "O Lago dos Cisnes". Ela enfrenta problemas com a mãe e tem de se autoafirmar. Com um diretor artístico exigente e obcecada pela ideia de que suas colegas querem lhe roubar o papel principal, Nina se perde entre fantasia e realidade. Como recompensa pelo bom trabalho, Portman recebeu o Oscar de Melhor Atriz.

Handout/Getty Images Entertainment/Getty Images

Vanilla Sky

No filme "Vanilla Sky", em 2001, um jovem empresário bem-sucedido, interpretado por Tom Cruise, muda de vida ao conhecer a bela Sofia, vivida por Penélope Cruz. O relacionamento causa ciúmes em Julie, interpretada por Cameron Diaz. A amiga, com quem o empresário mantinha um caso, provoca um acidente automobilístico. Ela morre e ele fica em coma, desfigurado. Ao sair do coma, realidade e fantasia se misturam na mente do empresário, que se vê envolvido com Sofia, em um relacionamento que pode ser real ou imaginário. Para se entender, ele busca tratamento com um terapeuta.