Mais
×

20 coisas que não podem faltar numa festa de casamento

Getty Images

Introdução

A festa de casamento é um sonho para todo casal que decide celebrar o amor com parentes e amigos. Não importa o estilo dos noivos. Sejam eles moderninhos ou mais tradicionais, algumas coisas simplesmente não podem faltar em uma festa de casamento. Alguns aspectos da organização da festa como um bom buffet, utensílios de qualidade, uma bela decoração com flores e até o momento certo de cortar o bolo, cumprimentar os convidados e dançar a música do casal podem fazer a diferença na celebração. Com planejamento e atenção, a festa de casamento será harmoniosa, muito divertida e, principalmente, sem surpresas desagradáveis! Siga as dicas de eHow Brasil e sua festa será um sucesso!

Pinnacle Pictures/Photodisc/Getty Images

Conforto para os convidados

Uma festa de casamento agradável, não importa se acontecerá de noite ou durante o dia, deve ter acomodações adequadas para receber os convidados. Mesas firmes e cadeiras confortáveis são indispensáveis; as de plástico não são muito elegantes e devem ser evitadas. Um design bonito também faz a diferença. Uma boa opção é a criação de lounges com sofás e pufes. Assim todos poderão curtir a festa bem acomodados e com conforto, além de facilitar a interação entre os convidados. Salões grandes e amplos podem dispersar as pessoas, enquanto um ambiente apertado pode ser incômodo. Não esqueça de checar o número de pessoas comportadas pelo local da festa.

Buccina Studios/Photodisc/Getty Images

Flores para alegrar

Flores alegram qualquer ambiente e são indispensáveis em cerimônias (na igreja) e em festas de casamento. Para a mesa do bolo e locais estratégicos, peça arranjos maiores e imponentes. As flores devem estar presentes na mesa dos convidados também. Opte pelas flores da época e procure harmonizar as cores. Combinações de rosa e vermelho são ousadas. Flores em tons de amarelo e laranja trazem modernidade. Já as noivas mais clássicas podem optar pelos arranjos brancos. É chique e não tem erro! Tome cuidado com vasos muito altos nas mesas. Eles são soberbos, mas podem atrapalhar. Ninguém quer ficar desviando do vaso para conseguir olhar seu interlocutor, certo? Já numa celebração ao ar livre, que tal optar por pequenos arranjos de flores do campo em latinhas ou pequenos potes?

Jupiterimages/Comstock/Getty Images

Bons utensílios

De que adianta uma comida deliciosa, um salão decorado lindamente e toalhas surradas e copos de segunda? Portanto, ao contratar o bufê, preste muita atenção nos utensílios de mesa (toalhas, copos, talheres, guardanapos etc.). Eles devem estar impecáveis, ser de excelente qualidade e nem pecisa dizer... limpíssimos! Atenção também aos garçons e copeiros. Certifique-se de que sejam profissionais treinados e que sejam suficientes para servir a quantidade de convidados presente. No caso de coquetel com bufê ou prato quente a conta é de um garçom para cada 12 convidados. E muita atenção ao traje desses profissionais. Eles devem estar impecáveis. Quer dar um toque de classe à sua festa? Copeiros e garçons de luvas brancas é um luxo só!

Stockbyte/Stockbyte/Getty Images

Som na caixa

Festa sem música não é festa! Porém, atenção ao que muita gente acredita ser apenas um detalhe. O som que irá embalar o evento precisa ser adequado ao momento da celebração. Na hora do bolo, do brinde e do jantar, o melhor são músicas suaves. E na pista, música para dançar. Mas ao contratar o DJ ou banda, é importante deixar claro o gosto musical dos noivos para que não haja surpresas desagradáveis. Uma dica é fazer previamente uma playlist com as músicas prediletas dos donos da festa. Mas procure variar os estilos para que todos os convidados possam curtir. A receita infalível é ser eclético. Um pouquinho de pop/rock, seleção de hits dos anos 1960, 1970 e 1980 e música brasileira sempre! E para dar um toque lúdico à pista, que tal distribuir adereços como plumas e óculos divertidos para os convidados?

Jupiterimages/Pixland/Getty Images

Sorria, você está sendo filmado!

A data do casamento é, sem sombra de dúvidas, um dos dias mais intensos na vida dos noivos. E passa rápido! Por isso, momentos inesquecíveis têm de ser registrados. Para ter um álbum bem diversificado, oriente os fotógrafos para produzirem fotos de estilos variados: fotos posadas, no estilo fotojornalismo, fotos de detalhes, flagras etc. Não se esqueça das fotos tradicionais de casamento e de prestigiar os padrinhos e parentes mais distantes. Montar uma cabine para que os convidados gravem mensagens para os noivos é muito divertido e emocionante! Uma boa ideia é perdir aos convidados para levarem suas câmeras. Eles fotografam e depois mandam aos noivos para incrementar o álbum digital.

Stockbyte/Stockbyte/Getty Images

Valsa: a abertura da festa

A chegada dos noivos ao salão ou ao ambiente da festa é um momento muito especial. É como se fosse a “inauguração” da celebração. A valsa não é obrigatória, mas é uma tradição cheia de simbolismos, assim como nas formaturas. Dançar a valsa é uma satisfação principalmente para pais e convidados mais velhos. Eles fazem questão! A noiva dança com o pai dela e o noivo com a mãe dela, ou com os sogros. Geralmente, após a valsa, os noivos optam por dançar a música especial do casal. (Não se esqueça de combinar previamente com o DJ). Esse é um momento cheio de romantismo em que os noivos brilham e celebram seu amor!

Buda Mendes/Getty Images Entertainment/Getty Images

Uns bons drinks

Bebida, definitivamente, não pode faltar em uma festa de casamento. E bebida boa, é claro! Tanto o vinho tinto quanto o branco podem ser servidos na ocasião, mas lembre-se de levar em conta o cardápio a ser servido e harmonizá-lo com o prato. A cerveja, bebida que é preferência nacional, não pode faltar (e estar trincando de gelada), assim como água, sucos e refrigerantes para quem não ingere bebida alcoólica. Para o brinde, champanhe. Coquetéis também são bem-vindos. Uma boa alternativa é fazer o bar independente do buffet. Monta-se um balcão só para bebidas. Assim os convidados ficam mais à vontade e evita-se ter de ficar chamando os garçons o tempo todo para encher os copos.

Jupiterimages/Photos.com/Getty Images

Comidinhas gostosas

Não importa se os noivos servirão caviar, uma massa ou apenas salgadinhos. O importante é que haja fartura e que o prato a ser servido seja bem preparado e saboroso. Atualmente, muitos casais têm optado por festas temáticas como, por exemplo, só de comida japonesa, arábe, indiana ou em que são servidos "finger food" (que são os canapés, porções e petiscos). Se o casamento for realizado pela manhã, uma opção muito conveniente é o churrasco (nesse caso, providencie uma alternativa para vegetarianos). O mais usado no Brasil ainda é o self-service, que funciona muito bem pela praticidade. Mas o mais importante é adequar o cardápio ao tipo de festa e, é claro, que a comida esteja gostosa e seja farta!

Buccina Studios/Photodisc/Getty Images

Doce, doce, doce!

Festa de casamento sem camafeu, brigadeiros, caramelados? Nunca! Aliás, uma das horas mais aguardadas pelas “formigas de plantão” é a liberação da mesa de doces. Portanto, capriche! Além de serem deliciosos, os doces têm um papel importante na decoração da mesa do bolo, que será cenário de muitas fotos. Uma dúvida frequente é quantos centos encomendar? O padrão é de cinco docinhos para cada convidado. Mas não esqueça de levar em consideração o tamanho da mesa. Se a mesa for muito grande, esse número poderá ser alterado. A variedade também é importante, geralmente de sete a dez tipos e sabores diferentes. Uma amiga mais próxima poderá separar uma caixinha com os doces do casamento para que os noivos apreciem na noite de núpcias!

Comstock Images/Comstock/Getty Images

Noivinhos no topo do bolo

Eles são muito fofos e podem ser do estilo mais tradicional até os mais arrojados e divertidos. Os noivinhos que ficam no topo do bolo são um charme e têm gente que até os coleciona (como a atriz e diretora de teatro Mika Lins). O casal que quiser investir em noivinhos personalizados, como mini-esculturas, pode procurar artesãos e profissionais especializados nesse tipo de trabalho com pelo menos três meses de antecedência da data da festa. Eles podem ser dos mais variados materiais, como resina, porcelana, madeira, biscuit e até de tecido. Se o noivo é surfista, que tal fazê-lo apoiado numa prancha? É só usar a criatividade!

Comstock Images/Comstock/Getty Images

Cumprimentos

A festa é um momento especial e o casal está celebrando seu amor com amigos queridos e familiares. Cumprimentar os convidados é um ritual indispensável e muito emocionante. Para facilitar e ganhar tempo, os noivos podem escolher um local mais conveniente para receber os cumprimentos, com exceção de uma tia idosa ou a (o) vovó (ô). Nesse caso, os noivos devem dirigir-se até a pessoa. Outra alternativa é circular pelas mesas do salão cumprimentando os convidados. Feito isso, bora curtir a festança!

Jupiterimages/liquidlibrary/Getty Images

Um detalhe pessoal

Que tal investir num detalhe pessoal para fazer a diferença na sua festa de casamento? Algumas sugestões são balões na entrada dos noivos, uma escrivaninha com fotos antigas de família (até mesmo para homenagear um ente querido já falecido, uma espécie de memorial), um vídeo com fotos do casal, uma maquiadora para retocar o make-up das convidadas durante a balada ou ir embora da festa de jipe. É só botar a cabeça para funcionar e criar algo especial, que tenha a cara dos donos da festa.

Creatas/Creatas/Getty Images

Discurso dos noivos

O discurso é uma oportunidade de declarar publicamente seu amor e também de agradecer a todos pela presença, apoio, carinho e amizade. Não precisa ser nada muito longo (para não ficar cansativo). Se os noivos forem extrovertidos, podem improvisar. Caso contrário, não há mal algum em fazer um pequeno rascunho. Em alguns casos, um amigo próximo do casal que tenha facilidade de falar em público pode fazer esse papel e homenagear os noivos e convidados. Os padrinhos e os pais também podem participar desse momento e fazer um depoimento, contar uma curiosidade ou passagem divertida sobre os protagonistas da festa.

Jupiterimages/Pixland/Getty Images

O ritual do brinde

Depois do discurso, vem o esperado brinde dos noivos. Os primeiros registros do hábito de brindar vêm da Grécia. E o anfitrião tinha de beber o mesmo vinho do convidado antes de servi-lo para certificar que a bebida não estava envenenada. E então depois batiam as canecas para selar a amizade. No casamento, o brinde é um momento de muita emoção. As taças devem estar impecáveis e os fotógrafos, a postos. O tradicional gole com as mãos entrelaçadas simboliza a união das vidas e da caminhada juntos. Muita gente acha cafona, mas é tradição e não pode faltar!

Stockbyte/Stockbyte/Getty Images

O ritual do bolo

A hora de cortar o bolo acontece após o jantar ser servido (depois da sobremesa). A tradição manda que o noivo coloque sua mão sobre a mão da noiva e, juntos, cortem o bolo como símbolo do amor que os uniu e da vida em comum que irão construir. Algumas noivas demoram para cortar o bolo com o objetivo de "esticar" a festa. É como se depois desse momento os convidados estivessem liberados para ir embora. Isso é bobagem. O que vai fazer as pessoas permanecerem mais tempo no evento é o alto-astral da festa. Portanto, nada de forçar a barra.

Jupiterimages/Brand X Pictures/Getty Images

O ritual do buquê

Um dos momentos mais divertidos e animados e que não pode faltar em festas de casamento é quando a noiva joga o buquê. O tradicional ritual reúne as amigas da noiva que são solteiras e, depois de ensaios e mais ensaios, a noiva, de costas, joga o buquê. A sortuda que conseguir pegar o ramalhete, diz a tradição, será a próxima a casar. Algumas versões mais modernas têm sido difundidas nos casamentos. Uma delas é bem divertida. Em vez de arremessar o buque de flores, a noiva joga um sapo de pelúcia. E, como reza a lenda, a sortuda beija... E quem sabe o sapo vira príncipe?

Buccina Studios/Photodisc/Getty Images

A lembrancinha

A lembrancinha é esperada pelos convidados ao final da festa e já é tradição. É uma maneira simpática de agradecer os amigos e parentes por compartilharem esse momento tão especial. Geralmente, ela vem com um pequeno cartão com um texto de agradecimento escolhido pelos noivos e o novo endereço do casal. Balas de amêndoas, uma caixinha de música, um porta-joias delicado, uma caneca com os nomes dos noivos, chinelos personalizados e até um CD com as músicas prediletas do casal são apenas algumas sugestões. Sacolas de pano personalizadas estão em alta, pois são bonitas, utéis e ecologicamente corretas. As opções são muitas, pesquise!

Jupiterimages/Comstock/Getty Images

Café e bem-casados

Outro item que não pode faltar numa festa de casamento que se preze é o tradicional bem-casado. Ele deve ser servido aos convidados ao final da festa, junto com um café e diversos tipos de chá. A mesa deve estar bem decorada e os utensílios, impecáveis. É muito elegante e agradável despedir-se dos amigos com um chá ou café. Ainda mais depois de uma festa animada e cheia de emoções. Deselegante é ir pra casa carregada de bem-casados e docinhos na bolsa. No máximo, um bem-casado e um docinho. E levar os arranjos de flores das mesas... Nunca! Jamais!

Ryan McVay/Photodisc/Getty Images

E se a luz acabar?

Muitas festas que eram para ser perfeitas viraram um verdadeiro fiasco por conta de imprevistos que poderiam ser evitados. Com as chuvas fortes e os apagões constantes, é essencial se precaver. Portanto, não deixe de contratar um serviço de gerador de energia. Muita gente acha que é gastar dinheiro à toa, mas cautela não faz mal a ninguém. A segurança do local da festa também é assunto sério. Não deixe de contratar seguranças treinados para garantir a tranquilidade dos convidados. Principalmente ao entrar e sair do local. Caso não haja estacionamento, é bom pensar em contratar uma empresa que ofereça serviço de vallet.

NA/AbleStock.com/Getty Images

Kits nos banheiros

Ter um faxineiro em cada banheiro é essencial para a reposição de papel higiênico, secar as pias, ajeitar e repor as toalhas e manter a limpeza do local. Se a festa for em uma casa, com banheiros domésticos, cuidado redobrado (já que o espaço é menor do que os banheiros de locais preparados para receber muita gente). Não pode faltar numa festa de casamento kits para imprevistos. Que tal deixar nos banheiros cestinhas com chicletes, antiácidos, linha e agulha, analgésicos, absorventes (para as mulheres), curativos (vai que o sapato aperta) e até mesmo preservativos? Caso alguém precise, está logo ali!