5 adaptações para um panda

Escrito por kelly kaczmarek | Traduzido por mariana pelicano
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
5 adaptações para um panda
Pandas podem ser fofos, mas ainda são membros da família dos ursos (Tom Brakefield/Stockbyte/Getty Images)

O panda gigante passa a maior parte de seu dia procurando e comendo bambu. O resto do dia, passa descansando. Como pandas não hibernam como os outros ursos, as adaptações genéticas são muito importantes para sua sobrevivência. Essas adaptações permitem aos animais procurar, consumir e digerir o bambu com facilidade, já que precisam procurar por comida durante todo o ano.

Outras pessoas estão lendo

O sexto dedo do panda gigante

Apesar do panda gigante possui os 5 dedos que qualquer um esperaria, desenvolveu um sexto dedo que o ajuda a agarrar o bambu enquanto come. O sexto dedo se origina do osso do pulso, o que dá mais força, necessária para arrancar os gravetos e folhas dos bambus. Esse dedo extra é crucial para a sobrevivência do panda, já que 99% da dieta de um panda é composta de bambu.

5 adaptações para um panda
Pandas gigantes precisam de bambu para sobreviverem tanto na natureza quanto em cativeiro (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

Os músculos da mandíbula e a cabeça do panda gigante

Já que o bambu é uma planta dura e resistente, o panda gigante teve de desenvolver um forte músculo da mandíbula para conseguir comê-lo. Como resultado, também desenvolveu um cavidade craniana maior, que pode alojar confortavelmente os músculos mais desenvolvidos. Essas adaptações permitem ao panda gigante comer confortavelmente por mais tempo para que possa ingerir uma quantidade suficiente para manter-se nutrido.

5 adaptações para um panda
As fibras de bambu são umas das mais resistentes no mundo (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

Os dentes do panda gigante

Juntamente com os fortes músculos da mandíbula, o panda gigante precisa de dentes próprios para mastigar bambu. Com o tempo, desenvolveu dentes molares mais suaves e largos que os de outros ursos. Vendo que a dieta do panda gigante consiste, principalmente, em bambu, diferentemente dos outros ursos, raramente usa seus dentes caninos por dificilmente precisar matar e rasgar carne de outros animais.

5 adaptações para um panda
Pandas gigantes comumente usam seus molares para moer o bambu em partes comestíveis (Tom Brakefield/Stockbyte/Getty Images)

O sistema digestivo do panda gigante

O sistema digestivo do panda gigante precisa ser forte o suficiente para suportar o consumo de bambu. O revestimento do esôfago dos pandas é reforçado para que as fibras não rompam suas paredes no caminho do estômago. O estômago também tem um revestimento mais grosso, assim como músculos mais fortes, para ajudar na digestão.

O alto nível de celulose do bambu o força através do sistema digestivo do panda razoavelmente rápido. O curto intestino que o panda gigante desenvolveu permite que essa passagem seja rápida. O cólon também foi modificado para acomodar a dieta exclusiva de bambus do panda. Já que os pandas normalmente não consomem água mais que uma vez ao dia, não excretam resíduos tão frequentemente quanto outros animais. O cólon maior permite que o panda gigante consuma sua enorme dieta de bambu, ajudando-o a controlar seus resíduos por maiores períodos de tempo, limitando assim a quantidade de vezes que o panda necessita parar para ir ao banheiro.

5 adaptações para um panda
Pandas gigantes possuem dietas regulares (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

As pernas do panda gigante

Como os pandas gigantes passam a maior parte de suas vidas procurando por bambu, suas pernas se fortaleceram com o tempo para suportar o peso de um urso. Um panda gigante pode consumir de 10 a 20 quilos de bambu em um único dia. Esses animais pesam em média 125kg, no caso dos machos, e 110kg, no das fêmeas, devido ao seu grande consumo de bambu. As pernas dos pandas precisam ser capazes de carregar esse peso através de longas distâncias e ao escalar árvores altas por em média 10 a 16 horas todos os dias, permitindo que mantenham a nutrição necessária para a sobrevivência.

5 adaptações para um panda
Pandas gigantes precisam ser fortes o suficiente para carregarem seus próprios pesos (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível