×
Loading ...

5 características que todos peixes têm em comum

Atualizado em 21 novembro, 2016

Os peixes são diversos. Cada espécie evoluiu para sobreviver com sucesso em um ambiente aquático específico. Esses seres vivos são categorizados baseados no seu material esquelético. Por exemplo, tubarões e raias são classificados como peixes cartilaginosos, já que seu esqueleto é feito a partir da cartilagem. Contudo, algumas características são comuns para todos os peixes, e essas os distinguem de outros animais aquáticos, como as baleias e golfinhos, que são mamíferos, e tartarugas e cágados, que são répteis.

Os peixes usam as guelras para respirarem (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

Guelras

Todos os peixes possuem guelras, do momento que nascem até a hora que morrem. Elas são órgãos importantes, já que são responsáveis pela respiração, ajudando a absorver o oxigênio da água e liberar o dióxido de carbono. As guelras estão localizadas nas laterais da cabeça.

Loading...

Ectotermia

Os seres em questão são ectotérmicos, ou de sangue-frio. Ou seja, não podem regular a sua temperatura corporal, dependendo do ambiente externo. A temperatura de um peixe oscila de acordo com a temperatura da água.

Linha lateral

Os peixes possuem um órgão sensitivo especializado: a linha lateral. Ela percorre o comprimento corporal, estando situada logo abaixo das escamas. Consiste, basicamente, de dutos que estão cheios de fluidos. A linha lateral pode detectar vibrações e movimentos na água. Mesmo que não haja luz, o animal percebe a comida, os predadores e consegue até navegar com o auxílio dessa linha.

Bexiga natatória

Todos os peixes possuem a bexiga natatória, que fica cheia de ar e ajuda a garantir que eles não flutuem ou afundem. A presença desse órgão permite que o animal durma sem afundar. Em algumas espécies, o ar é engolido e enviado para a bexiga, onde o oxigênio é extraído. Essa adaptação ajuda o ser vivo a sobreviver em águas que não possuem níveis adequados de oxigênio.

Nadadeiras

As nadadeiras são comuns para todos os peixes. As pélvicas e peitorais permitem as manobras e mantêm a estabilidade. As dorsais e ventrais reduzem os movimentos rolantes, e enquanto o peixe nada, ajuda a virá-lo. Já a nadadeira caudal faz com que o nado seja para frente.

Loading...

Referências

Loading ...
Loading ...