×
Loading ...

5 maus hábitos que atrapalham o sono

O sono é um momento muito importante de reposição de energias e manutenção da saúde. É tão necessário quanto uma boa alimentação e beber água. Quando não se dorme adequadamente, envelhece-se mais rápido, tem-se menos disposição e há maior propensão a problemas, como hipertensão e diabetes (pela inibição da produção de insulina, responsável por retirar o excesso de açúcar no sangue). A pessoa pode ainda ter alterações no humor, deficiência na criatividade, atenção e equilíbrio. São muitos os problemas causados por uma noite mal dormida, por isso é importante evitar alguns fatores que contribuem para que isso ocorra.

Dormir com os anjos (Anmfoto/iStock/Getty Images)

Televisão ligada no quarto

Há pessoas que se acostumam a dormir vendo TV. Embora ela ajude a "desligar" a mente da rotina do dia, acalmando e até induzindo ao sono, por outro lado pode justamente afastá-lo. É que a luz da tela inibe a liberação do hormônio do sono (melatonina) e o organismo não recebe o sinal do cérebro, de que é hora de dormir. Há ainda o ruído da programação que estimula as vias cerebrais da audição, tornando o sono superficial, e fazendo com que se acorde várias vezes, ao longo da noite. Para quem tem esse hábito, a recomendação do neurologista Leandro Teles é que a iluminação do ambiente seja reduzida, o som permaneça baixo e o canal fique em uma programação tranquila. Imprescindível também é ajustar a TV na função de desligamento automático.

Loading...
Desligue-se para relaxar (olesiabilkei/iStock/Getty Images)

Alimentação "pesada" à noite

O jantar também pode influenciar na noite mal dormida. Comer pratos muito "pesados", de difícil digestão e com alimentos gordurosos, com certeza terá dificuldades para dormir bem. Dê preferência a pratos leves, como saladas, sopas e legumes cozidos, e em porções reduzidas. Procure alimentar-se não muito próximo à hora de dormir (pelo menos 1 hora e meia antes) e evite excesso de líquidos, que podem causar refluxo e fazê-lo acordar para ir ao banheiro.

Evite excessos na janta (BananaStock/BananaStock/Getty Images)

Bebidas alcoólicas e cafeína

Todo mundo sabe que o álcool induz ao sono, mas ele também o deixa totalmente desregulado. Por isso, nada de ficar bebendo demais em horários noturnos. Deixe as comemorações (sempre sem excessos) para sextas e sábados, quando não terá que acordar cedo no dia seguinte para trabalhar. O álcool pode até relaxar, mas seu sono será de péssima qualidade, aumentando ainda a propensão a roncos. Outro fator que influencia negativamente é a cafeína, presente no café, energéticos, chocolate ao leite, chá mate e refrigerante "cola", que funcionam como estimulantes e devem ser evitados depois das 18h. Anfetamínicos e nicotina também afastam o sono.

Durma bem sem álcool e energéticos (Wavebreakmedia Ltd/Wavebreak Media/Getty Images)

Notebook, tablet ou smartphone

Esses "brinquedinhos" viciantes também são causadores da falta de sono. Muita gente leva o celular para a cama e fica acessando redes sociais, joguinhos e e-mails. Ou continua algum trabalho com o notebook, no local onde deveria ser seu momento de relaxar. O contato com essas fontes luminosas e de interação ativa não deixa que a pessoa se "desligue" para sentir sono. “São equipamentos de uso muito próximo ao rosto e de iluminação intensa. Para dormir bem é fundamental se desconectar pelo menos 45 minutos antes do horário desejado", diz o neurologista Leandro Teles.

Encerre suas atividades para conseguir dormir (OcusFocus/iStock/Getty Images)

Ambiente adequado

O local onde se dorme deve sempre trazer tranquilidade. Precisa ser silencioso, organizado e com temperatura agradável. A cama, com um bom colchão, já ajuda a relaxar. Um travesseiro adequado, que não cause torcicolos, é outro fator importante. E nada de estimular a presença dos visitantes noturnos. É comum as crianças acordarem, ficarem assustadas com a escuridão e partirem em busca da cama dos pais. Se isso se tornar uma rotina permitida, é claro que ninguém terá seu sono adequado, nem pais, nem filhos. Outros aspectos também são responsáveis pela noite mal dormida, como o estresse, a insônia e a ansiedade. Nesses casos a ajuda de um médico pode resolver. Nem pense em tomar remédios por conta própria para dormir, pois podem causar dependência.

Onde dormem dois não dormem quatro (Vstock LLC/VStock/Getty Images)
Loading...

Referências

Loading ...
Loading ...