7 dicas sobre o Fruity Loops

Escrito por lucosi fuller | Traduzido por pedro santos
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
7 dicas sobre o Fruity Loops
Embora possa ser usado para criar qualquer tipo de música, o FL Studio é mais indicado para a música eletrônica (Headphone image by GeoM from Fotolia.com)

O Fruity Loops, mais conhecido como FL Studio, é um programa de produção musical eficiente e acessível para a maioria dos estúdios caseiros. Ele é popular devido à sua interface amigável ao usuário e à sua capacidade de expansão com o download de samples e instrumentos virtuais. O programa, com a prática e a combinação certa de talento e instrumentos ao vivo, pode ser utilizado para criação de música de qualidade de qualquer estilo musical.

Outras pessoas estão lendo

Modelos

Se estiver começando a usar o Fruity Loops, você pode usar os modelos (templates) para ter uma ideia de como o programa funciona. Existem vários tipos de modelos para muitos tipo de música diferente, incluindo um acústico que tem uma bateria “de verdade”, embora o Fruity Loops seja melhor para música eletrônica.

Depois que tiver entendido como funciona o programa, você poderá criar seus próprios modelos para não desperdiçar tempo montando batidas. A diferença entre usar o Fruity Loops e gravar usando um instrumento de verdade é que uma ideia pode ser perdida quando você conseguir iniciar o programa, encontrar os samples certos de instrumentos e arranjá-los. Com o modelo, você pode começar mais rápido e ter mais chances de registrar suas ideias com menos problemas.

Use o equalizador para eliminar chiado

Alguns dos samples usados no Fruity Loops são um pouco distorcidos por abarulhos de fundo e estática. Você pode trabalhar com um dos dois equlizadores do Fruity Loops (EQUO, Fruity 7 Band EQ, Fruity Parametric EQ, ou Fruity Parametric EQ 2) para minimizar o ruído e a distorção. A mairoia das pessoas imediatamente usará os filtros para remover o ruído de seus samples, mas isso pode fazer com que os samples fiquem sem graça e sejam inutilizados. Com os equalizadores, você pode manter o tom de suas batidas.

Deixando as batidas pesadas

Duplique sua bateria para obter um som mais pesado. Não use apenas um bumbo – clone-o para dobrá-lo. Isso também serve para o resto da bateria, embora talvez você consiga um bom resultado com apenas um chimbau se ele for de boa qualidade. Dobrar a percussão funciona, principalmente se você estiver fazendo batidas de house ou de hip hop, que pedem um som mais pesado.

Baixe samples e instrumentos virtuais

O Fruity Loops tem uma imensa biblioteca de sons, mas eles não são da melhor qualidade. Você pode procurar bibliotecas de samples e instrumentos virtuais (VSTis) na internet para usar com o programa. Algumas bibliotecas possuem sons de alta qualidade, enquanto outros mal são audíveis. Muitas estão disponíveis gratuitamente, enquanto outras são pagas; obviamente, estas serão as melhores, mas você pode montar uma coleção de alguns milhares de samples sem gastar nada e eles serão adequados o bastante para que você possa fazer batidas de qualidade no estúdio pelo resto da vida.

Seja um mestre do piano roll

A função piano roll permite que você use seu computador como teclado de música. Você pode gravar as notas que toca diretamente no Fruity Loops ou pode tocar as notas e inseri-las manualmente nos locais em que deseja. Se não conseguir aprender a usar o Piano Roll, sua música soará como se tivesse sido feita pelo computador. Aprender a usar o Piano Roll permitirá que você dê às suas batidas uma sensação orgânica, como se a música estivesse sendo tocada ao vivo em vez de executada com o clique de um mouse.

Preenchendo os espaços

Se achar que suas batidas soam como se faltasse alguma coisa, provavelmente falta mesmo. Adicione um instrumento ou algum outro som para preencher esses espaços. Algumas pessoas usam reverb para preencher espaços, o que pode funcionar; entretanto, reverb em excesso abafará a batida. Encontrar outro instrumento é mais difícil do que acrescentar reverb, mas a batida terá mais textura e um som mais cheio.

Compressão

Você não deve se preocupar muito com a compressão até ter uma gravação decente, mas, quando for a hora de adicionar compressão, comece pela bateria. Muitos produtores musicais só comprimem a bateria e usam equalizadores nos outros instrumentos, mas tudo depende de sua preferência. Muita ou pouca compressão abafará a batida. Experimente todos os níveis para conseguir o nível certo de compressão para o tipo de música em que estiver trabalhando. Por exemplo, em hipo hop, house, trance e tecno, você pode usar o Fruity Compressor para o bumbo e obter excelentes resultados com os níveis abaixo:

"Threshold" em cerca 20 dB "Ratio" em 4.0: 1 "Gain" em 6 dB ou um pouco mais "Ataque" em 3 milissegundos "Release" em 4 milissegundos (depende se o som do bumbo soa por muito tempo ou se tem reverb)

Você pode ajustar o Type para qualquer posição que desejar. O que soa bem geralmente é bom.

Você pode deixar usar essas posições como um template de compressão e aplicá-las a todos os bumbos que usará para hip hop ou house (ou qualquer música que se baseie em um grave pesado). Essas posições impedirão que seu bumbo soe muito alto e encubra o restante da batida.

Com a caixa e pratos, normalmente será necessária uma taxa mais baixo para os pratos, e você terá de aumentar o tempo de “release” para que eles ecoem um pouco. Isso permite que o reverb dure mais tempo e sua batida soe mais cheia.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível