Mais
×

7 negócios que você pode começar em casa

Criar um escritório em casa pode ser recompensador.
Hemera Technologies/AbleStock.com/Getty Images

Introdução

O mundo acelerado de hoje permite que muitos trabalhos e negócios sejam feitos desde casa. Seja com uma vocação criativa, como pintar, escrever ou ilustrar até tirar proveito de suas habilidades relacionadas ao negócio, como marketing, o número de oportunidades que existem são infinitos. Se você tem espírito empreendedor, considere suas paixões e seus pontos fortes para começar a trabalhar a partir desse ponto. As sete mulheres que apresentamos aqui escolheram caminhos diferentes. Conheça as histórias delas para inspirar você!

Martin Poole/Lifesize/Getty Images

Organizador de casa

Para alguns, manter uma casa organizada é tão natural como caminhar. Para outros, é uma luta diária. Se você está na primeira categoria, você pode ajudar quem está na segunda. Inspirada por milhares de programas de televisão que mostram organizadores profissionais, Nettie Owens percebeu que sua capacidade de organização podia ser um negócio potencialmente lucrativo. "Eu li livros, pesquisei na internet e descobri que tinha outros organizadores na minha área, então eu decidi tentar", diz ela. Owens montou um estande em uma exposição local de casa e jardim, e seu negócio tem crescido pouco a pouco desde então. Ela, agora, oferece vários serviços que incluem a organização virtual de pequenas empresas, limpeza e muito mais - tudo a partir do conforto de sua casa.

Stockbyte/Stockbyte/Getty Images

Professor de reforço

Se você gosta de compartilhar seu conhecimento, pode gostar de ter uma empresa de aulas particulares em casa. Desde disciplinas básicas, como matemática e geografia, até matérias mais avançadas, como a preparação para testes de inglês e cursos pré-vestibular, alunos não vão faltar. "Seja no que for que você se destaque, pode ensinar aos outros com pouco custo inicial", disse Jodi Teti, que começou sua empresa de preparação para exames de proficiência em inglês no seu apartamento. A sua tímida iniciativa se tornou uma empresa nacional com 12 empregados de tempo integral e um lucro bruto de U$3 milhões só em 2011.

Jupiterimages/Pixland/Getty Images

Padaria em casa

Se você se considera uma aspirante a Julia Child, uma chef americana de renome, talvez sua vocação seja ter uma padaria em casa. Este foi o caso de Kathy Miller. Ela trabalha na cozinha de sua casa e vende doces on-line. "Estar em casa ajuda a construir uma base de clientes sem ter que se preocupar em fazer um determinado número de vendas para pagar o aluguel, funcionários e outras melhorias a serem feitas quando se abre uma loja", diz ela. Se você gostou da ideia, consulte as leis locais e as licenças necessárias para começar seu novo empreendimento.

Jupiterimages/Brand X Pictures/Getty Images

Ilustrador ou autor

Como antiga professora de escola primária e especialista em alfabetização, Kathryn Starke descobriu que os livros e materiais escolares eram insuficientes. Frustrada, mas inspirada, Starke escreveu um livro de educação para crianças com planos de aula de geografia para pais e professores. Hoje, o livro de Starke pode ser encontrado em escolas e lares dos seis continentes e está pronto para uma segunda edição. "Você deve ser persistente", ela aconselha. "Eu tive que enviar pelo menos dois e-mails por dia para me conectar e compartilhar meu trabalho com os outros. As outras pessoas não sabem quem você é, se você não conta."

Jupiterimages/Pixland/Getty Images

Estilista pessoal

Qualquer pessoa apaixonada pela moda deve considerar uma carreira que ajude os outros a ficarem elegantes. Isso foi exatamente o que Hilary Rushford fez quando fundou um negócio de estilo pessoal para "pessoas reais com orçamentos reais." Depois de receber incontáveis elogios ​​sobre seu estilo elegante, e perguntas sobre como conseguia isso com um orçamento limitado, Rushford percebeu o potencial de iniciar um negócio, na sua casa, como estilista pessoal. "Se você é empreendedor, comece a reparar no que os outros elogiam em você, agradecem ou pedem ajuda", comenta Rushford. "No meu caso, era o meu estilo. Comecei a criar sessões pessoais para reorganizar guarda-roupas, conselhos de compras e aconselhamento sobre o estilo certo para um casamento".

Jupiterimages/Comstock/Getty Images

Consultor de marketing

Muitas pequenas empresas e pessoas criativas amam o que fazem, mas têm uma aversão aos aspectos técnicos do seu negócio. É aí que os consultores de marketing entram. Há 11 anos, Cynthia Nevels percebeu a importância do marketing e começou um negócio em casa que oferece serviços para pequenas empresas. "Por causa de alguns proprietários de pequenas empresas que, muitas vezes, são alérgicos à tecnologia e aos 'papéis', o meu negócio prosperou", diz ela. Sua empresa ajuda os clientes a identificarem em que tipo de negócio estão e como chegar ao seu público através da marca.

Thinkstock Images/Comstock/Getty Images

Venda seus produtos

De produtos de beleza e bijuterias até sua própria linha de roupas, não existem limites para o que você pode vender. Identifique onde sua paixão e habilidade se encontram e, em seguida, comece a fabricar e vender! Você pode usar as plataformas on-line ou criar seu próprio site e começar a partir daí. Você também pode inventar e comercializar um produto único, como Stephanie Corey, com a empresa Stephanie's Potions. Após sua filha de 7 anos se recusar a dormir por causa dos monstros que aparecem à noite, ela colocou um rótulo em um spray que dizia "Repelente de Zumbis." Ela comercializou o produto e o resto é história!