7 tipos de ondas eletromagnéticas

Escrito por luc braybury | Traduzido por pamela oliveira
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
7 tipos de ondas eletromagnéticas
Ondas eletromagnéticas são emitidas por qualquer corpo que produza calor (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

O espectro eletromagnético (EM) engloba todas as frequências possíveis para as ondas eletromagnéticas. Essas ondas são feitas de fótons que viajam pelo espaço até interagirem com alguma matéria, sendo, então, refletidas ou absorvidas. Apesar das ondas eletromagnéticas serem classificadas em sete diferentes formas, elas são, na verdade, manifestações do mesmo fenômeno. O tipo de ondas emitidas por um objeto depende de sua temperatura.

Outras pessoas estão lendo

Ondas de rádio

Ondas de rádio são as ondas com a faixa de frequência mais baixa no espectro eletromagnético. Essas ondas podem ser usadas para para levar sinais a receptores que, depois, os traduzem em informação útil. Muitos objetos, tanto naturais quanto feitos pelo homem, produzem ondas de rádio. Qualquer coisa que emita calor emite radiação por todo o espectro, mas em quantidades diferentes. Estrelas, planetas e outros corpos celestes emitem essas ondas, assim como estações de rádio e televisão, e companhias de celular, todas, produzem ondas de rádio para carregarem sinais que serão recebidos pela antena da televisão, rádio ou celular.

Micro-ondas

Micro-ondas são as ondas com a segunda menor faixa de frequência no espectro. Enquanto ondas de rádio podem ter comprimento de até um quilômetro e meio, micro-ondas vão de alguns centímetros a 0,3 metros. Devido a sua maior frequência, micro-ondas podem carregar informação através de obstáculos que causam interferências em ondas de rádio, como nuvens, fumaça e chuva. Micro-ondas são usadas em radares, chamadas de telefone fixo e transmissão de dados de computadores. Micro-ondas remanescentes do "Big Bang" irradiam de todas as direções pelo universo.

Ondas de infravermelho

Ondas de infravermelho estão entre as frequências intermediárias a baixas no espectro eletromagnético, entre as micro-ondas e a luz visível. O tamanho dessas ondas varia de alguns milímetros a comprimentos microscópicos. As ondas de infravermelho mais longas produzem calor e incluem a radiação emitida pelo fogo, pelo sol e outras fontes de calor. Ondas de comprimentos menores não produzem muito calor e são usadas em controles remotos e tecnologias de imagem.

Raios de luz visível

Ondas de luz do espectro visível são a radiação que é possível de ver normalmente, a olho nu. As diferentes frequências da luz visível são percebidas pelas pessoas como as cores do arco-íris. Elas variam de frequências mais baixas, detectadas como vermelhos, até as mais altas visíveis, que são os tons de violeta. A fonte mais notável de luz do espectro visível é, claro, o Sol. Objetos são percebidos com diferentes cores, baseadas em quais frequências da luz ele absorve e quais reflete.

Ondas ultravioleta

Ondas ultravioleta têm comprimento de onda ainda menor do que a luz visível. Radiação UV é a causa de queimaduras de sol e pode causar câncer em seres vivos. Processos de alta temperatura emitem raios UV e eles podem ser detectados pelo universo partindo de todas as estrelas do céu. Detectar radiação UV permite a astrônomos, por exemplo, aprenderem sobre a estrutura das galáxias.

Ondas de raio X

Raios X são ondas extremamente energéticas com comprimentos de onda entre 0,03 e 3 nanômetros - não muito maior do que um átomo. Essa radiação é emitida por fontes em temperaturas muito altas como a coroa solar, que é muito mais quente do que a superfície do Sol. Fontes naturais de raios X incluem fenômenos cósmicos enormemente energéticos como pulsares, supernovas e buracos negros. Raios X são usados, normalmente, em tecnologia de imagem para ver estruturas ósseas dentro do corpo.

Raios gama

Ondas gama são a radiação eletromagnética com a maior frequência possível e são emitidas apenas pelos objetos cósmicos mais energéticos como pulsares, supernovas e buracos negros. Fontes terrestres incluem raios, explosões nucleares e decaimento radioativo. Comprimentos de onda da radiação gama estão no nível subatômico e podem atravessar o espaço vazio em um átomo. Raios gama podem destruir células vivas; felizmente a atmosfera da Terra absorve toda a radiação gama que chega ao planeta.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível