×
Loading ...

Abordagens formalistas e substantivistas para a compreensão dos sistemas econômicos

Atualizado em 11 julho, 2018

Tanta a abordagem econômica formalista quanto a substantivista estuda a economia como parte das sociedades humanas. Dentro de tal contexto, a abordagem formalista considera o indivíduo como a unidade básica que toma decisões econômicas baseadas em benefícios econômicos. A abordagem substantivista, por outro lado, coloca o indivíduo no contexto da sua sociedade e cultura e sustenta que as suas decisões são, então, não mais baseadas puramente no benefício econômico; mas em outros fatores culturais também.

A teoria econômica tradicional sustenta que as decisões econômicas são baseadas em benefícios percebidos (Jupiterimages/Goodshoot/Getty Images)

Economia baseada no mercado

As abordagens substantivistas e formalistas são mais próximas ao discutir economias de mercado. Como as mercadorias são trocadas com base no preço, segue-se que o indivíduo faz as decisões de compra com base nos benefícios que pode esperar gastar o montante acordado. A abordagem substantivista concorda que essa análise econômica é válida, mas introduz uma dualidade, afirmando que a teoria econômica formal é apenas por pouco aplicável; enquanto uma abordagem mais ampla deve incluir a forma como o indivíduo está imerso em sua cultura e sociedade.

Loading...

Mercados institucionais

A abordagem substantivista afirma que é relevante, mesmo nas economias com base no mercado. Embora concordando que a atividade econômica estritamente definida por indivíduos possa ser explicada pela economia formalista, ela examina os mercados institucionais e acha que os fatores econômicos clássicos nem sempre explicam a atividade econômica nesses mercados. As decisões de compra feitas por empresas, governos e organizações sem fins lucrativos nos mercados institucionais são mais complexas. Outros fatores que são mais que puramente benefícios econômicos, tais como a política, o protecionismo e preferências culturais muitas vezes desempenham um papel importante. A abordagem substantivista argumenta que, por isso, é necessário considerar o contexto social e cultural da atividade econômica.

Economias centralmente planejadas

A abordagem formalista é uma aplicação universal, pois sustenta que, mesmo quando um indivíduo estiver limitado nas suas escolhas, por exemplo, em economias planificadas, ainda existem custos e benefícios econômicos para as decisões econômicas e o indivíduo sempre tomará tais decisões com base nesses custos e benefícios. A abordagem substantivista sustenta que, especialmente nas economias planificadas, as decisões tomadas até mesmo em um nível individual não serão puramente econômicas. Ela introduz fatores relacionados à natureza da sociedade que existe em economias planificadas e argumenta que, como resultado, não existe nenhum método universalmente válido.

Economia como um contexto primitivo

A economia formalista teve de se adaptar ao aplicar a abordagem universal para as culturas primitivas. Visto que as populações pré-agrícolas tiveram poucas atividades que qualificam o comércio, os economistas formalistas ampliaram suas definições para incluir benefícios culturais e sociais, como base para as decisões. Isso trouxe para mais perto a abordagem substantivista. Esta, no entanto, afirma que fatores culturais e sociais são exclusivos de determinadas sociedades e devem ser considerados isoladamente, não aplicados como parte de um quadro econômico universal falso.

Loading...

Referências

Loading ...
Loading ...