Como acalmar uma criança estressada

Escrito por ehow contributor | Traduzido por henrique monsanto pohl
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como acalmar uma criança estressada
Acalme uma criança estressada

Uma criança de dois anos deixada em uma na creche pode sentir saudades de sua mãe, as de seis anos de idade podem ter uma briga no playground e se preocuparem em fazer amigos, as de 10 anos, podem sentir-se ansiosas sobre como fazer parte de um grupo. Conforme as crianças ficam mais velhas, as pressões sociais e acadêmicas aumentam — e assim aparece o estresse. Os adolescentes têm uma variedade de preocupações de ansiedade para conseguir um par, sobre as provas, sobre equilibrar um emprego de meio turno ao tempo livre. O estresse ocorre quando uma situação parece difícil ou impossível de gerenciar — e as crianças lidam com o estresse de maneiras saudáveis ou não​​. Embora eles não costumem iniciar uma conversa sobre o que está incomodando, querem que seus pais as compreendam e as ajudem a lidar com as pressões. Aqui estão algumas maneiras de fazer isso.

Nível de dificuldade:
Moderadamente fácil

Outras pessoas estão lendo

O que você precisa?

  • Empatia
  • Coração aberto

Lista completaMinimizar

Instruções

  1. 1

    Demonstre afeto diariamente. Dê abraços. Segure as mãos. Estudos mostram que um abraço aconchegante ou um tapinha nas costas são reconfortantes e reduzem os hormônios do estresse. Um crescente corpo de pesquisa sugere, no entanto, que as crianças e adolescentes são privados de toques. Nunca seremos velhos demais para sermos consolados por um toque suave, um abraço ou um tapinha nas costas. Esses gestos de carinho constroem vínculos saudáveis ​​e melhoram relacionamentos.

  2. 2

    Estenda as mãos. Observe se seu filho está tendo um dia ruim e pergunte de uma maneira sincera casual, "Está tendo um dia ruim?" Mesmo que ele negue, ao estender a mão você o deixa saber de seu interesse. Diga-lhe: "Eu estou disposto a ouvir os seus problemas". Estender a mão e adivinhar qual pode ser o problema é uma maneira de deixar a criança saber que você se importa. Ao sentir-se conectada a você, ela vai ficar menos estressada.

  3. 3

    Mude o foco. Pode haver momentos em que a criança não quer falar sobre problemas, mas não quer dizer que ela tenha quer ser deixada sozinha. Se ela diz que não quer falar, é uma boa ideia respeitar seus desejos. Mude de assunto, mas deixe que ela saiba que você está disposto a ouvir se ela quiser falar mais tarde. A mudança de cenário é sempre boa para reorientar. Sugira um passeio, um mergulho ou uma volta de bicicleta. Às vezes, dar muita atenção ao problema aumenta a ansiedade e diminui-la se divertindo é melhor.

  4. 4

    Permita que eliminem a pressão do peito. Muitas vezes, contar a história sobre o que aconteceu é o suficiente para aliviar o estresse. Não corrija uma criança que está contando uma história. Ouça pacientemente enquanto ela explica. Deixe-a chorar, reclamar e gemer antes de oferecer conselhos ou consolo. Contar a história é uma maneira saudável de lidar com o estresse. Diga ao seu filho: "Eu estou feliz que você tenha compartilhado isso comigo".

  5. 5

    Equilíbrio entre trabalho e diversão. Todo o trabalho sem diversão faz de João um menino maçante e Maria uma menina maçante. Certifique-se de que as crianças têm um equilíbrio entre trabalho e diversão durante o dia. Fale abertamente sobre a importância de se divertir. Dê o exemplo, certificando-se de que você se divirta também. Faça da diversão e do relaxamento parte de sua vida em família.

  6. 6

    Seja um exemplo. As crianças aprendem observando. De tempos em tempos, todos em sua casa vão estar estressados, mal-humorados ou simplesmente difíceis de se conviver. Se você teve um dia ruim, não há nenhuma razão para se culpar ou ao seu cônjuge e seus filhos. Não há nenhuma necessidade de se fazer de infeliz só porque cometeu um erro ou algo não saiu como planejado. Ensine seus filhos a expressarem as queixas e como responder às suas. Demonstre como as famílias podem chegar a soluções em conjunto.

  7. 7

    Ignore as pequenas coisas. Lembre-se que o estresse faz parte da vida e não vai nos botar pra baixo por muito tempo. Diga em voz alta para que seus filhos ouçam sua filosofia. Não valorize o estresse, tornando-o maior do que é. Frequentemente, diga em voz alta: "E isso também vai passar".

Dicas & Advertências

  • Estudos mostram que o riso é um grande redutor de estresse. Desenvolva seu lado engraçado de toda maneira que puder. Caminhe brincando, fale bobagem, dance alegremente.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível