O que acontece se você comer alimentos muito gordurosos?

Escrito por matthew gaus | Traduzido por ronaldo moretti
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • E-mail

Todos nós sabemos que muito de nada provavelmente não é uma coisa boa. Todos sabemos que comer alimentos ricos em gordura provavelmente não é bom para nossa saúde. Mas quais são exatamente os riscos de comer muitos alimentos com alto teor de gordura?

Outras pessoas estão lendo

Um caso de amor

Os americanos têm um caso de amor com a comida. Infelizmente, muitas vezes os alimentos que nós amamos são simplesmente carregados de gordura. Desde hambúrgueres de fast-food, anéis de cebola em um bar ou churrascaria, até o sorvete da sobremesa, muitas das nossas comidas favoritas, se forem ingeridas sem moderação, podem levar a graves problemas de saúde. O que exatamente acontece se você come alimentos com gordura em excesso?

Obesidade

A primeira (e mais óbvia consequência) de uma dieta alta em gordura é um risco aumentado de obesidade. Isso ocorre principalmente porque a gordura tem uma maior "densidade calórica". De acordo com Phillip Allen Wood, em seu livro How Fat Works, um grama de gordura tem cerca de nove calorias, em comparação com um grama de carboidratos (açúcares e amidos) ou proteínas, que tem apenas quatro. Devido a esta maior densidade, é muito mais fácil consumir uma quantidade maior de calorias em uma quantidade menor de alimentos.

Além disso, qualquer caloria extra que seu corpo não use imediatamente é armazenada como gordura corporal. Isso é verdadeiro sejam as calorias provenientes de gordura ou carboidratos. No entanto, estudos têm sugerido que os carboidratos são mais facilmente metabolizados pelo organismo — ou seja, é mais fácil para o seu corpo queimar calorias provenientes de carboidratos. Calorias de gorduras, por outro lado, são mais propensas a se transformar diretamente em gordura corporal.

A consequência mais óbvia da obesidade é o efeito que tem sobre sua aparência física - você se torna gordo. No entanto, há também muitos problemas de saúde graves associados com a obesidade. De acordo com o Centers for Disease Control, a obesidade está ligada à:

Aumento do risco de doença coronariana e acidente vascular cerebral Aumento do risco de diabetes tipo dois Diversos tipos de câncer, incluindo câncer de mama e cólon Hipertensão arterial Problemas ginecológicos, incluindo infertilidade Osteoartrite e outras doenças degenerativas da articulação e ossos Apneia e outros distúrbios do sono

Em outras palavras, a obesidade não está apenas associada a distúrbios que possa diminuir a sua qualidade de vida, mas está também relacionada com distúrbios que podem diminuir consideravelmente sua expectativa de vida.

Refluxo ácido

Embora a obesidade seja possivelmente uma das consequências mais graves de comer alimentos gordurosos demais, há várias outras doenças que podem ser causadas ou agravadas pelo alto consumo de gordura. Um exemplo é a doença de refluxo ácido. De acordo com o Instituto Nacional de Diabetes e Doenças do Rim e Digestivas (NIDDK), a doença de refluxo ácido ocorre quando seu esôfago funciona mal e permite que o ácido do estômago escape do estômago. Isso provoca azia severa e pode levar a problemas mais graves, como úlceras ou câncer de esôfago.

Embora suas causas sejam desconhecidas, tem sido sugerido que a obesidade é um fator. O que é certo é que a ingestão de alimentos fritos ou gordurosos pode ser um "gatilho" para aqueles que já sofrem de doença de refluxo ácido, fazendo com que os sintomas piorem, ou se tornem mais frequentes.

Síndrome do intestino irritável (IBS)

De acordo com o NIDDK, a Síndrome do Intestino Irritável é uma condição digestiva, caracterizada por inchaço, cólicas, gases e diarreia ou constipação. Embora, como a doença de refluxo ácido, a causa final desta condição é desconhecida, sabe-se que alimentos com alto teor de gordura agravam os sintomas. Embora não acredita-se que a IBS leve a problemas de saúde mais sérios, é seguro dizer que é uma condição que causa extremo desconforto e diminui a qualidade de vida.

Vida saudável

Embora seja obviamente impraticável (se não impossível) eliminar todos os alimentos gordurosos de sua dieta, é uma questão simples reduzir a quantidade de gordura que você consome. Evite alimentos fritos. Compre cortes magros de carne e reduza o tamanho das porções que você come. Use spray de cozinhar em vez de manteiga quando preparar alimentos. Moderação é a chave. Talvez o item mais importante, aumente a quantidade de atividade física - é a única maneira de queimar o excesso de calorias que você come, e vai ajudar-lhe a manter o peso que você já perdeu.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível