O que acontece quando culturas diferentes entram em contato

Escrito por allison horky | Traduzido por eduardo levy
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
O que acontece quando culturas diferentes entram em contato
As interações culturais fornecem oportunidades de aprendizado e compreensão (Stockbyte/Stockbyte/Getty Images)

Se uma pessoa é de uma cultura diferente da sua, ela cresceu entendendo o mundo, as normas sociais, as comidas, a religião, a linguagem e numerosos outros aspectos das atividades diárias de uma perspectiva diferente da sua. Embora entrar em contato com pessoas de culturas diferentes possa causar conflitos e mal-entendidos, mas pode também ser uma oportunidade de aprender e desfrutar de novas experiências.

Outras pessoas estão lendo

Aumento da compreensão

Encontrar pessoas que cresceram ou que vivem em culturas diferentes é uma oportunidade de fazer perguntas e aprender mais sobre elas e seu modo de vida. A curiosidade é natural quando se está diante do desconhecido. Tenha humildade a respeito da sua própria cultura e não faça pressuposições a respeito de ninguém com base em aparências, pois alguém com traços japoneses, por exemplo, pode ter nascido tanto no Japão quanto no Brasil ou mesmo em outros países. Faça perguntas e seja aberto para também responder às que lhe forem feitas sobre você e sua cultura. Se for a algum lugar que seja particular de alguma cultura, tenha respeito.

Mal-entendidos

Quando as pessoas interagem com quem não compartilha da mesma cidade natal, universidade ou local de trabalho, há mal-entendidos a respeito da linguagem, das práticas religiosas, das maneiras de se vestir e de comer e dos modos de falar, fatores que podem causar confusão para quem é de fora e gerar mal-entendidos. Por exemplo, quando vão à partidas de box tailandês na Tailândia, os brasileiros costumam sentar-se em qualquer lugar, pois não há indicação de assento marcado nos ingressos. No entanto, o costume é que os turistas se sentem em uma área específica para não atrapalhar as pessoas que vão sempre às partidas. Trata-se de um mal-entendido sem maldade, mas que pode gerar conflito.

Conclito

Os conflitos entre pessoas de diferentes culturas normalmente são resultados de pensamentos e ações baseados em estereótipos, que são percepções exageradas a respeito de uma pessoa com base nas ações ou na aparência exterior dela. Por exemplo, costuma-se concluir que uma pessoa com traços chineses é chinesa e fala mandarim, mas esse pode não ser o caso. Nem sempre essas situações causam conflito, mas a pessoa em questão pode dizer, em tom ofensivo: "Não suponha que eu falo mandarim só porque pareço chinês". Causar conflito não foi a intenção, mas o pressuposto falso irritou a outra pessoa.

Novas experiências

Ter amigos e colegas de diferentes origens permite ter experiências diferentes, como comer comidas típicas, participar de cerimônias religiosas diferentes, aprender frases em outra língua e dados do clima de outros países. Quem conhece pessoas de diferentes culturas participa de eventos com pessoas que explicam os erros e mal-entendidos comuns cometidos por muitas pessoas de fora, educando-se na maneira apropriada de interagir com as pessoas de outras culturas.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível