O que acontece se você fumar o filtro do cigarro?

Escrito por neal litherland | Traduzido por fernanda lemi
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
O que acontece se você fumar o filtro do cigarro?
Há boatos de que fumar o filtro do cigarro pode causar impotência (BananaStock/BananaStock/Getty Images)

Outras pessoas estão lendo

Filtros de cigarros

O propósito ostensivo do filtro do cigarro é tornar a fumaça mais segura para a pessoa inalar. Supostamente, cigarros com filtro fornecem todos as vantagens e o sabor da fumaça a uma pessoa, mas com menos riscos, como o de um ataque cardíaco ou câncer. Todo fumante já acendeu o cigarro, pelo menos uma vez, pela extremidade do filtro. Ao longo dos anos, houve muitos boatos e conspirações circulando na internet de que os materiais no filtro contêm produtos químicos extremamente nocivos e que acendê-lo e inalar a fumaça poderá causar de tudo, desde câncer a impotência. Ao analisar do que os filtros são feitos essas questões poderão ser encerradas.

Composição

Os filtros de cigarros modernos são compostos, principalmente, por acetato de celulose, uma malha de fibras cujo objetivo é agir como uma rede, capturando elementos tóxicos da fumaça do cigarro. Esse material é da mesma composição de lenços de papel e guardanapos de papel. Outros ingredientes contidos em um filtro de cigarro são a triacetina, óleo mineral, dióxido de titânio, monolaurato de sorbitano e monolaurato de sorbitano etoxilado. Sempre que uma pessoa fuma um cigarro filtrado, ela também está inalando pequenas partículas do filtro, o que não é saudável, mas que está longe do pior efeito de fumar.

Segurança

Os filtros de cigarro modernos não representam qualquer perigo importante nem excepcional para os fumantes (pior do que fumar o cigarro ao qual está ligado), segundo as empresas que os produzem. Contudo, não foi sempre assim. No início da década de 1950, a empresa Phillip Morris usava uma forma de amianto nos filtros dos seus cigarros, porque, na época, pensava-se que essa substância era segura. O resultado foi uma forma bizarra e característica de câncer encontrada nas pessoas que fumavam aqueles cigarros. A Phillip Morris também teve problemas com filtros na década de 1990, quando um lote de cigarros regularmente filtrados foi contaminado com um pesticida. Ambos esses produtos, de acordo com o site "snopes.com", que publicou os relatos históricos, foram recolhidos depois que perceberam seu perigo. São escândalos como esses que ficam na memória e fazem com que boatos sobre substâncias químicas estranhas sendo colocadas em filtros de cigarro modernos sejam tão atraentes para as pessoas.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível