O que acontece quando se tem uma margem de lucro negativa?

Escrito por nola moore | Traduzido por elia regina previato
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
O que acontece quando se tem uma margem de lucro negativa?
Margem de lucro líquido negativa pode significar problemas para a empresa (Visage/Stockbyte/Getty Images)

Ninguém entra em um negócio para perder dinheiro, mas quase todas as empresas enfrentam números negativos uma hora ou outra. Quando esse número negativo for a sua margem de lucro líquido, pode parecer que você está indo à falência. Embora não haja dúvida de que a margem de lucro líquida negativa sinaliza a existência de problemas, a realidade é que muitas vezes você pode superar esse problema se identificar a sua origem e agir rapidamente para corrigi-la.

Outras pessoas estão lendo

Colapso

Antes que você possa determinar a origem do mau desempenho, é bom rever a definição da margem de lucro líquido, de modo a saber exatamente o que ela é e o que não é. A margem de lucro líquido começa — sem surpresa — com o lucro líquido, ou seja, a quantidade de dinheiro que sobra depois de subtrair todas as despesas da sua receita. Para gerar a margem de lucro, você compara esse número com as vendas líquidas, o faturamento, ao longo do período. Você pode expressar essa margem como a razão (relação comparativa) ou dividir o lucro líquido pelas vendas líquidas para obter uma porcentagem. A margem de lucro líquido negativo decorre da parte "liquida" da equação — o equilíbrio entre receitas e despesas está em desequilíbrio. Isso significa que o dinheiro que você ganha com a venda de seus produtos ou serviços não é suficiente para cobrir o custo de fabricá-los ou de vendê-los.

Estágios

Todas as empresas passam por estágios. Um negócio exige uma entrada de capital para começar ou para expandir-se, e esta entrada normalmente excede a receita obtida com as vendas por um período de tempo. Da mesma forma, uma empresa cuja atividade é sazonal, como o comércio de árvore de Natal, pode precisar de uma grande soma de despesas em certas épocas do ano para ter uma receita em épocas posteriores. Se a sua empresa possui qualquer uma dessas características, sua margem de lucro líquido negativa pode ser periódica e de certa forma temporária. Lembre-se que a margem de lucro é medida por um período específico de tempo. Se o seu relatório não refletir a entrada de capital em um período anterior, seus números negativos podem ser enganadores. Em outros casos, pode indicar a necessidade de capital adicional até que a empresa seja capaz de se sustentar.

Atribuição de preço

Uma das outras grandes áreas problemáticas é o preço do produto. Se você não estiver atribuindo um preço ato suficiente aos seus produtos, pode não ser capaz de cobrir o custo de fabricá-los. Muitos empresários cometem o erro de se focalizar somente no valor adicionado ao custo para estabelecer o preço e não na margem bruta, na diferença entre o preço de venda e o de custo. Embora possa parecer que essas duas coisas são equivalentes, elas mostram na verdade duas situações diferentes. Se você acha que seus preços podem ser um problema, realize uma análise de produto a produto usando a margem de contribuição. Ela compara a receita com a despesa de venda de um produto. Isto inclui não só o custo do produto em si, mas o valor do marketing, de pessoal e de equipamento dedicado a esse produto. A análise da margem de contribuição pode mostrar qual dos seus produtos gera o maior lucro e onde você pode cortar gastos ou aumentar os preços.

Vendas

Às vezes, uma margem de lucro líquido negativo é o resultado da pura escassez de vendas. A receita pode variar de um período para período, mas muitos de seus custos operacionais permanecem os mesmos. Isso significa que as vendas não vão gerar renda suficiente para pagar o aluguel do prédio, a eletricidade e assim por diante. Neste caso, você precisa identificar o motivo da desaceleração nas vendas e enfrentá-lo. Esta é uma das áreas mais difíceis de se resolver, pois há uma série de fatores que podem estar fora de seu controle, como a economia em geral, os desastres naturais e até mesmo o tempo. Ajuste o que você puder controlar e reduza suas despesas para dar conta das coisas que você não controla.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível