O que acontece com a matéria na lenha quando ela é queimada?

Escrito por alan osborne | Traduzido por kelly isayama
O que acontece com a matéria na lenha quando ela é queimada?
Essa tora não está desaparecendo, mas sim escapando para o ar em volta (Medioimages/Photodisc/Photodisc/Getty Images)

A lei da conservação da matéria afirma que a matéria não pode ser criada ou destruída. Contudo, isso vai contra a evidência observada pelos olhos quando se observa algo simples como a queima de lenha. Embora pareça que a madeira tenha desaparecido, a verdade é que uma tora queimada simplesmente teve sua forma física alterada. Para entender o que aconteceu, é importante saber exatamente quais processos acontecem durante uma queima.

Secagem

O primeiro estágio, e o mais comumente negligenciado, pelo qual uma tora em chamas passa é a secagem. Lenhas verdes podem ser compostas de até 80% de água. O conteúdo de água da madeira também determina quão facilmente a lenha será queimada. Quando as toras chegam até sua lareira, essa proporção já caiu para mais ou menos 20%, mas a água ainda tem que ir para algum lugar. Conforme a madeira é aquecida, a água ferve e se torna vapor. Conforme essa transformação ocorre, há o consumo de energia, mantendo a madeira mais fria que ela ficará nos estágios mais avançados.

Decomposição

Depois da maior parte da água ter evaporado, a madeira se aquece novamente. Sem a água, a tora atinge temperaturas muito mais altas que a temperatura de ebulição da água. Entre 204 a 426°C, a madeira perde seu formato. Ela também emite fumaça, que é composta primariamente de compostos orgânicos voláteis na forma gasosa. Esses compostos podem ser queimados e é o consumo desses compostos que produz as chamas laranjas e amarelas que nós associamos com o fogo na madeira. Depois que todos esses compostos forem consumidos, resta-se o carvão.

Carvão e combustão

O carvão é constituído basicamente de carbono. O carvão, assim como a maioria dos combustíveis fósseis, queima muito bem, mas há uma desvantagem. A queima de carvão deixa o monóxido de carbono como subproduto, que não tem cor ou odor, mas que é tóxico em altas quantidades. A queima do carvão terá um brilho laranja opaco ou vermelho. O fogo precisa de oxigênio para ser mantido e é por isso que cutucar as toras ajuda a acender a chama novamente. Conforme novas áreas são expostas ao ar rico nesse gás, o processo continua com mais facilidade. É por isso que o fogo pode ser "sufocado" quando alguém o cobre.

Conclusões

Todos os três processos discutidos acima acontecem ao mesmo tempo. Ainda será possível observar um pouco de fumaça saindo da fase de carvão e até mesmo um pouco de umidade sendo emitida. Isso acontece porque a água que estava no centro da madeira ainda está escapando e se transformando em vapor. Queimar a tora não faz com que a matéria desapareça. A maior parte dela simplesmente se transformou em gás.

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível