Adaptógenos que irão ajudar na fadiga adrenal

Escrito por tracii hanes | Traduzido por seiji shibukawa
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Adaptógenos que irão ajudar na fadiga adrenal
O estresse pode causar muitos outros problemas de saúde (Thinkstock Images/Comstock/Getty Images)

As glândulas adrenais são pequenos órgãos em forma triangular responsáveis pela produção de cortisol e outros hormônios do estresse. O cansaço severo ou contínuo pode levar ao funcionamento decrescente dessas glândulas, causando a insuficiência adrenal. Quando ingeridos em conjunto com um estilo de vida saudável, adaptógenos como o astragalus, o ginseng siberiano e rhodiola podem ajudar na função adrenal, reduzindo os danos causados pela fadiga no corpo.

Outras pessoas estão lendo

Astragalus

Astragalus é uma planta nativa da Ásia e é uma raíz normalmente usada na medicina tradicional chinesa (MTC). De acordo com o site Umm.edu, ela tem propriedades antimicrobianas e antioxidantes que auxiliam o sistema imunológico na luta contra infecções. Por serem diretamente afetadas pelo estresse, as glândulas adrenais podem se beneficiar da redução de tensão no sistema imunológico.

De acordo com o site Nih.gov, pesquisas preliminares apoiam o uso de Astragalus como uma terapia adjunta para doenças cardíacas devido aos seus efeitos potencialmente positivos no funcionamento do coração. Por causa das suas propriedades imuno-estimulantes, ela não deve ser tomada por pessoas com condições autoimunes, como lúpus e artitre reumatoide, sem a supervisão de um médico.

Ginseng siberiano

O ginseng siberiano tem sido usado há séculos como um estimulador imunológico e tonificante global, sendo valorizado por seus efeitos positivos em performance cognitiva e física. De acordo com o site Smart-Publications.com, ele reduz o estresse causado por barulho, calor e outras fontes, além de melhorar o humor e a recuperação de ferimentos.

O ginseng siberiano também pode prevenir o esgotamento de hormônios de estresse produzido pelas glândulas adrenais, levando a um aprimoramento completo do seu funcionamento. De acordo com o Niv.gov, os ratos de laboratório tratados com o ginseng exibiram resistência e taxas de sobrêvivencia aumentadas quando submetidos a atividades físicas estressantes.

Rhodiola rosea

Rhodiola rosea -- também conhecida como raíz de ouro -- tem sido usada por suas propriedades adoptógenas por séculos tanto na medicina europeia quanto na asiática. Como outros adoptógenos, a rhodiola pode ter efeitos positivos na energia e bem-estar devido a sua capacidade de reduzir efeitos negativos do estresse no corpo.

De acordo com o Lef.org, a rhodiola ajuda a prevenir a queima adrenal causada pela perda de sono, excesso de consumo de estimulantes como cafeína e outros estressantes. Acredita-se que ela diminui um tipo específico de stress originado no sistema simpatoadrenal.

Abordagens no estilo de vida

Enquanto adoptógenos podem auxiliar no tratamento de fadiga adrenal, eles são mais efetivos quando tomados em conjunto com um estilo de vida.

Alguns fatores como dieta, exercícios e o sono de qualidade desempenham um papel importante na função adrenal. Coma uma dieta bem balanceada, cheia de frutas, vegetais, carnes magras e grãos integrais enquanto evita estimulantes como a cafeína, que pode estressar os adrenais. Faça de 30 a 45 minutos de atividades físicas diárias, e certifique-se de dormir pelo menos sete (de preferência oito) horas por noite.

Praticar atividades físicas pode ajudar a alterar o modo que o corpo e a mente compreendem estressantes externos, diminuindo a tensão completa dos adrenais. Respiração profunda, meditação, leitura de jornais e outras atividades relaxantes podem prevenir ou diminuir a resposta do corpo ao stress quando situações difíceis da vida aparecem.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível