Aderindo à globalização com estampas étnicas

Escrito por melissa hunter | Traduzido por pina bastos
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail

Como executar estilo internacional sem sair de casa

Aderindo à globalização com estampas étnicas
Uma modelo mostra um vestido de estampa tribal no desfile de moda de Proenza Schouler (Slaven Vlasic/Getty Images Entertainment/Getty Images)

O estilo é realmente vibrante, colorido, energético. Muito mais a sua cara do que no passado.

— Ruth Sonnenshein, estilista, consultora de vestuário e co-fundadora da companhia de estilo A Clothes Call

Ultimamente, o mundo da moda tem testado os limites das declarações convencionais sobre moda. Com cores vibrantes e estampas vistosas ganhando popularidade, não é de se espantar que os estilistas tenham se apaixonado de novo pelas estampas de inspiração étnica e tribal. Este ano as passarelas estavam cheias de estampas étnicas - as mais quentes sendo as estampas navajo, com as tribais africanas vindo em segundo lugar bem perto. E os estilistas estão incorporando outras tendências junto com essas estampas, usando um esquema de cor mais vivo com as estampas em dramáticos maxivestidos e saias varrendo o chão, os últimos estilos de estampas tribais e étnicas chamam mais atenção do que nunca.

Roupas de inspiração étnica

Aderindo à globalização com estampas étnicas
Uma modelo usa um conjunto de inspiração tribal africana na passarela do L.A.M.B. (Jemal Countess/Getty Images Entertainment/Getty Images)

Influências étnicas e tribais têm persistido na moda por décadas, mas agora as linhas de moda estão usando os estilos de forma mais literal. Os estilistas estão se apaixonando pela estética navajo, onde as estampas são feitas principalmente de triângulos, blocos e outras formas geométricas, muitas vezes pontuadas com listras entre elas. A maneira tradicional de usar essas estampas é ou em uma lã grossa penteada ou em camurça, acentuada por franjas. Um visual tradicional de poncho de lã navajo é um visual popular agora e as linhas de moda estão levando o visual um passo à frente com as estampas navajo impressas na peça. Vestidos com estampas navajo, inspirados em ponchos, também chegaram às passarelas recentemente, completados com arremate de franjas. Isabel Marant mostrou uma estonteante coleção de outono de inspiração navajo. De minivestidos de camurça branca com arremate de franjas (combinando com botas de camurça franjadas acima do joelho) a suéteres de lã cor de aveia com estampas navajo, e a jaquetas de lã de carneiro, a linha dá aos estilos navajo tradicionais o tratamento de alta moda.

Os ricos e complexos desenhos dos panos de lama africanos também despertaram o interesse dos estilistas. Tradicionalmente, os panos de lama são tecidos feitos a mão, e pintados da mesma maneira, principalmente em uma palheta com tons profundos de terra. Os desenhos são uma variedade de símbolos compreendidos por pontos, linhas, círculos e cruzes. No passado houve interpretações dos panos de lama africanos em tops, saias curtas e vestidos. Mas, com a popularidade dos maxivestidos, saias varrendo o chão e echarpes de cabeça, o uso do pano de lama africano nessas peças mais literalmente as faz parecer com as roupas de sua tribo de origem.

Tanto as roupas de inspiradas no estilo navajo quanto as de inspiração africana são lindas, peças dramáticas que podem ser vestidas o tempo todo. Annie Ladino, estilista chefe para Shopit To Me.com recomenda simplicidade no estilo quando se estiver usando essas roupas. Ela sugere que se combine um poncho navajo simplesmente com um jeans ou com calças de couro skinny. Os vestidos de inspiração navajo poderiam ser usados com um par de botas curtas ou plataformas baixas. Um maxivestido de pano de lama africano usado com sandálias rasteiras e um colar encorpado é perfeito para um churrasco no verão. E para os meses mais frios, jogue por cima uma jaqueta com adereços e botas de motociclista para formar um conjunto chique e simples.

Interpretações mais amplas

Aderindo à globalização com estampas étnicas
Uma modelo anda pela passarela da Proenza Schouler em visual de inspiração francamente étnica (Slaven Vlasic/Getty Images Entertainment/Getty Images)

Outros estilistas usaram uma abordagem mais audaciosa e vanguardista das estampas étnicas. Ruth Sonnenshein, estilista, consultora de vestuário e co-fundadora da companhia A Clothes Call, diz que a diferença este ano é uma paleta mais vivaz. "O que é diferente agora sobre as influências étnicas e tribais é que estão na tendência principal também", disse Sonnenshein. "O estilo é realmente vibrante, colorido, energético. Muito mais na sua cara do que no passado."

Proenza Schouler mostrou recentemente nas passarelas um conjunto de estampas navajo brilhantes. Enquanto no passado os estilistas trabalharam as estampas navajo em uma palheta mais discreta e neutra, as cores de Proenza eram francas - usando laranjas queimados, amarelos mostarda, esmeraldas e safiras. Os desenhos foram impressos em seda e é como se tivessem passado por uma câmera com zoom e aumentado seus pixels. Adriane Jamison, diretora de operações para a boutique Curve, nas costas leste e oeste, adora a coleção Burberry Prosum Resort, que inclui vestidos com acabamento de desenho tribal e capas de chuva com acabamento de desenhos iguais, saias de cós alto e vestidos de cintura alta. As roupas de alfaiataria mais sofisticada vistas nas recentes coleções - vestidos de coquetel, calças, jaquetas com adereços e blusas de seda - são perfeitos para trabalhar ou para usar em saídas mais agradáveis. Uma blusa abotoada de estampa tribal africana poderia ser combinada com uma saia lápis e sapatos baixos para o escritório, enquanto um vestido de coquetel de estampa navajo , combinado com meias calça pretas e salto alto, pode ser um visual fantástico para uma noite na cidade.

Misturando e combinando

Uma roupa de estampa étnica pode ser uma peça em torno da qual você estiliza todo um conjunto. Mas, ao fazer isso, tenha cuidado para não ficar muito ao pé da letra com a roupa. "Se você usar calças navajo com uma jaqueta de franjas, vai parecer que você está fantasiada.Você pode até acrescentar um cocar", disse Ladino. Assim como para a maioria das tendências francas de moda, acertar no equilíbrio é a chave. Opte por clássicos para combinar com as peças - jeans com um top estampado ou uma camisa de abotoar branca com calças estampadas, por exemplo. Adicione uma jaqueta de couro ou uma capa de chuva se estiver frio e você vai ficar certa de estar chique.

E enquanto jogar com desenhos - misturar e combinar desenhos - é uma grande tendência hoje em dia, às vezes estampas étnicas mais complexas podem ser difíceis de misturar. "Eu adoro misturar desenhos, mas isso é uma coisa mais para passarela do que para a vida real", disse Sonnenshein. Jamison concorda. "É preciso um olhar bem treinado para misturar dois [desenhos] que sejam complementares", disse ela.

Se você está ousando o suficiente para misturar uma saia de estampa tribal africana chamativa com, digamos, uma camiseta de listras, Ladino sugere algumas normas. Fique com um esquema de cor. Se você está usando uma calça estampada preto e branco, combine-a com um top estampado de preto e branco. Ou para estampas coloridas, certifique-se de que umas poucas cores são parecidas nas duas roupas. Escolha uma estampa grande e uma estampa pequena. Duas estampas grandes é um pouco vistoso demais, enquanto combinar duas estampas pequenas pode fazê-la parecer uma página viva dos livros Olho Mágico (de efeito 3D, n. da t.). Jamison também sugere que se você faz tanta questão de combinar estampa étnica com outra estampa, você pode suavizar o conjunto com um blazer ou uma jaqueta de motociclista.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível