O que é água estéril para injeção?

Escrito por ken appelt | Traduzido por luiz neves
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
O que é água estéril para injeção?
Uma bolsa de água estéril com aditivos preparados pela farmácia (suero image by FRAN from Fotolia.com)

A água estéril para injeção, de acordo com os preceitos da USP (United States Pharmacopeia), é uma preparação de água destilada livre de soluto e de bactérias. Ela é utilizada como um solvente estéril ou como veículo de diluição de drogas ou soluções, sendo apropriada para a administração intramuscular ou intravenosa. Nessa apresentação, a água é utilizada para a hidratação e também como veículo para a administração de drogas aos pacientes. O farmacêutico normalmente adiciona as substâncias e rotula o recipiente, de modo que fique pronto para a administração.

Outras pessoas estão lendo

Identificação

A água estéril para injeção é um líquido incolor, transparente, inodoro e quimicamente designada como H2O. Ela é tão pura quanto a água pode ser e funciona como um diluente adequado para administração aos pacientes, uma vez que esteja isotônica. O pH é dosado em 5,5 (5,0 a 7,0 - na escala de pH).

A água estéril para injeção é isenta de bacteriostático, agente antimicrobiano, ou de tampão agregado, pois destina-se apenas à injeção de uma dose única, após ser misturada com um soluto ou solução adequada. Quando se trata de quantidades muito pequenas, a parte não utilizada é descartada. Ela vem em frascos, garrafas e recipientes plásticos flexíveis, com capacidade de volume que varia de 50 a 2.000 ml. Quando em vidro, o espaço livre do frasco contém vácuo para facilitar a adição de drogas.

Importância

Quando administrada por via intravenosa, como um veículo para drogas, a água estéril para injeção serve como uma fonte de água para a reconstituição do fluido parenteral, uma vez que a osmolaridade correta seja atingida. A osmolaridade da solução determina a direção do fluxo de água para dentro ou para fora da célula. Em situações normais do corpo, a concentração do soluto dentro ou fora da célula é isotônica.

O que é água estéril para injeção?
Preparação do aditivo para a água estéril para injeção (syringe image by Chris Bolton from Fotolia.com)

Mecanismos de Ação

Os efeitos osmóticos são fisiologicamente importantes, uma vez que as membranas biológicas ou celulares, tais como as das hemácias, apresentam um comportamento semelhante ao de uma membrana semipermeável. Quando os glóbulos vermelhos são expostos a uma solução de alta pressão osmótica, eles vão diminuindo ou “murchando’’, à medida que a água passa através da sua membrana semipermeável, na tentativa de reduzir o gradiente de potencial químico entre os dois. A obtenção de uma pressão osmótica efetiva, com aditivos na solução, é denominada de tonicidade da solução. O termo tonicidade se refere à passagem da água através de uma membrana semipermeável. Soluções que apresentam a mesma tonicidade do sangue são definidas como isotônicas. Aquelas com menor tonicidade são denominadas hipotônicas e as com maior são chamadas de hipertônicas.

Aplicações

A água estéril para injeção é indicada apenas como um veículo solvente ou diluente para medicamentos ou soluções administradas por via parenteral. Ela também serve como fonte de água para a reconstituição do fluido parenteral, após serem introduzidos os aditivos apropriados para evitar a tonicidade do sangue. Em alguns casos, pode ser usada como um agente de lavagem ou enxágue, mas é preferível o uso de soluções isotônicas próprias nesses casos, caso estejam disponíveis.

Avisos e Precauções

Quando utilizadas para a administração por via intravenosa, as soluções devem ser ajustadas para que fiquem isotônicas, geralmente por um farmacêutico ou um técnico treinado. Devido à facilidade de serem confundidos com um recipiente de Dextrose a 5% ou solução salina a 5%, os recipientes de água estéril para injeção são normalmente mantidos longe dos andares dos pacientes e dos almoxarifados comuns. Reações adversas potenciais podem incluir febre, infecção no local da injeção, trombose venosa ou flebite, que se estende a partir do local de injeção, extravasamento e hipervolemia.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível