Como ajudar uma criança controladora

Escrito por mayankj | Traduzido por ricardo castiglioni
 Como ajudar uma criança controladora
A criança controladora necessita de um tratamento cuidadoso para ajudá-la a mudar o comportamento inadequado (Thinkstock/Comstock/Getty Images)

Lidar com uma criança controladora é um desafio para qualquer pai. Quando as crianças são jovens e começam a se tornar independentes, parte do comportamento controlador é natural. Elas querem colocar as próprias roupas ou escolher os alimentos favoritos ao invés de ter um pai dando ordens ou ter somente uma opção. Quando uma criança leva o comportamento mandão normal ou controlador a um extremo, você terá uma criança controladora para lidar. Ela pode tentar controlar todos e pensar que é ela quem manda na casa. Embora seja um desafio, os pais podem ajudar os filhos a desenvolver um comportamento melhor.

Instruções

  1. 1

    Defina limites e fronteiras com consequências específicas. Por exemplo, se a criança ignora as perguntas do pai, afaste-se e ignore a birra. Se ela fizer birra por não ter conseguido algo, coloque-a de castigo e vá embora, dizendo a ela que ela não pode sair até que se comporte. Isso informa as crianças que determinados comportamentos não são adequados e há consequências para eles.

  2. 2

    Seja consistente. A coerência é um fator chave na educação, especialmente com uma criança controladora. Assegure que ela não tenha exceções às regras. Por exemplo, se ela não compartilhar os brinquedos com os irmãos, ela irá perdê-los ou ficará de castigo todas as vezes, até mesmo em ocasiões especiais, como aniversários. Dar uma exceção apenas uma vez abre as portas para que as crianças comportem-se inadequadamente no futuro e criem mais problemas.

  3. 3

    Ofereça várias opções. As crianças precisam de algum controle nas próprias vidas, especialmente durante os anos pré-escolares, quando começam a separar-se dos pais para formar as próprias personalidades e independência. Estabelecer cinco ou seis frutas para um lanche e permitir-lhe escolher qual ela prefere ou permitindo-lhe escolher roupas de três ou quatro opções para usar durante o dia, mostrará que ela pode tomar algumas decisões.

  4. 4

    Evite discussões. A criança controladora vai querer discutir, mas como pai, discutir é ineficaz e dá a mensagem de que a criança tem uma importância igual na decisão. Os pais devem dizer o que vai acontecer. Se a criança discutir, repita o que disse. Se ocorrer um ataque de raiva, vá embora e ignore-a.

  5. 5

    Dê responsabilidades à criança. Conforme as crianças envelhecem, elas estão prontas para as responsabilidades apropriadas à idade, tais como regar as plantas ou pegar os brinquedos. Isso também fornece aspectos específicos que elas controlam, o que permite que as crianças se sintam mais adultas.

  6. 6

    Ouça a criança. As crianças que são controladoras podem começar a se comportar mal por estarem frustradas. Os pais podem ignorar o comportamento controlador através da escuta e então determinar se a atividade, desejo ou solicitação é simplesmente algo inconveniente ou prejudicial. No caso de inconveniência, os pais devem dizer à criança que não estão disponíveis no momento, mas eles podem ter tempo mais tarde, quando for mais apropriado. Se algo for nocivo, os pais devem sempre dizer um firme "não" e então explicar por que a criança não deve ter algo ou fazer uma atividade. Por exemplo, uma criança pode querer tentar tirar uma peça do fogão e o pai deve dizer não, e então dizer que o fogão está quente e poderá machucá-la.

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível