Como o álcool e os cigarros afetam as cirurgias

Escrito por liisa sullivan | Traduzido por ricardo schweitzer
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como o álcool e os cigarros afetam as cirurgias
Livre-se dos vícios antes da cirurgia para garantir uma recuperação mais rápida (Jupiterimages/liquidlibrary/Getty Images)

Outras pessoas estão lendo

Vícios e cirurgia

Se um paciente precisa de cirurgia, os médicos recomendam que ele se abstenha do consumo de cigarros e bebidas alcoólicas durante três e oito semanas antes do procedimento. O consumo de cigarros e álcool em excesso pode causar complicações durante a cirurgia, além de contribuir para problemas pós-operatórios.

Problemas pós-operatórios

Foram realizados diversos estudos relacionados à cirurgia e aos efeitos do álcool e cigarro, e muitos mostraram que a abstinência de álcool e tabaco antes da cirurgia reduz a quantidade de problemas pós-operatórios. O consumo de álcool e cigarros em excesso pode levar à uma maior chance de infecções e outras complicações, pois tanto o álcool quanto o tabaco afetam negativamente o funcionamento geral dos órgãos do corpo humano. Em resultado disso, após cirurgias, as pessoas que consomem muito álcool ou cigarros têm uma maior probabilidade de contrair infecções e complicações cardiopulmonares. Por exemplo, pesquisadores do Hospital da Universidade de Bispebjerg em Copenhague, Dinamarca, estudaram pacientes que passaram por operações de substituição de quadril e joelho, relacionando o tempo de recuperação com o fumo. A pesquisa revelou que fumantes que param de fumar ou reduzem o consumo sofriam muito menos complicações (18%) que os que não alteravam seu hábito (52%).

Demora no processo de recuperação

Consumir bebidas alcoólicas e fumar cigarros também pode prejudicar o funcionamento do sistema imunológico, fazer com que a pressão sanguínea suba e o sangue afine. Uma pessoa que irá passar por cirurgia precisa que o sangue coagule rapidamente para começar o processo de recuperação o mais rápido possível. O mesmo estudo Dinamarquês citado anteriormente revelou que quatro semanas de abstinência alcoólica melhoraram significativamente as funções corporais antes da cirurgia, levando à uma recuperação mais rápida.

Efeitos negativos no sono

O uso contínuo de tabaco e álcool pode interromper um ciclo de sono saudável, e o sono é extremamente importante para o corpo durante o período pós-operatório. Dormir corretamente ajuda o corpo a se recuperar e reajustar, e sem um ciclo contínuo e adequado o corpo não se recupera tão rapidamente e nem com a mesma efetividade.

Intensificação dos efeitos colaterais da anestesia

Para pessoas com alto consumo de bebidas alcoólicas, os efeitos da anestesia podem ser mais intensos. O paciente que bebe em excesso deve avisar seu médico antes da cirurgia para que este possa indicar medicações para reduzir os efeitos colaterais da operação. Por exemplo, pessoas com altíssimo consumo de álcool passam por sintomas de abstinência após a cirurgia, podendo sentir falta de sono, falta de apetite, excesso de suor, tremores e até convulsões.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível