O que fazer com alergia a amoxicilina

Escrito por rachel nall | Traduzido por marcelo couto
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
O que fazer com alergia a amoxicilina
Beber líquidos ajuda a acalmar as erupções cutâneas (Pouring Water Into a Glass image by Curtis J. Alexander from Fotolia.com)

A amoxicilina é um antibiótico que pode causar alergia na pele dentro de cinco dias após o início do ciclo da medicação. Embora ocorra mais em crianças, só é considerada grave quando associada com alguns sintomas específicos.

Outras pessoas estão lendo

Porque a alergia ocorre

Estima-se que de 5% a 10% das crianças que tomam amoxicilina experienciam uma erupção cutânea que pode assumir o seguinte aspecto, segundo a "University of Michigan" (Universidade de Michigan), em 2009: • manchas rosadas ou avermelhadas; • pequenos pontos achatados que não coçam; • pontos no tronco do corpo (como nas costas, estômago, etc.); • alergia que se espalha pelo rosto com o tempo.

Embora possa parecer grave, é um efeito colateral comum da amoxicilina. Essa reação só aparece no quinto dia após a criança ou adulto ter iniciado a medicação e normalmente dura três dias, podendo se estender até seis dias.

Efeitos colaterais versus reação alérgica

Embora a alergia possa parecer visualmente problemática, é na verdade um efeito colateral e não uma reação negativa à medicação. Não há tratamento para alergias relacionadas a efeitos colaterais além de observar se acontecem mudanças e continuar com o ciclo de antibióticos até que seja completado. Beber líquidos ou tomar um banho de aveia pode limpar o sistema e acalmar a alergia.

No entanto, deve-se consultar um médico caso algo da lista a seguir aconteça: • a alergia virar uma urticária; • começar a coçar; • durar mais do que seis dias; • qualquer outro aspecto que possa justificar uma consulta.

Outras causas da alergia devido à amoxicilina

Embora que essa alergia não possa ser considerada uma reação alérgica, pode ser um indicador de que o paciente tem mononucleose infecciosa, causada pelo vírus Epstein-Barr, que pode viver dormente na corrente sanguínea por algum tempo.

Como é difícil de se distinguir entre efeito colateral, indicador de doença ou reação alérgica, é importante ter uma avaliação médica profissional se o problema não melhorar em alguns dias após sua aparição. Além disso, muitas erupções cutâneas relacionadas à amoxicilina aparecem duas ou três vezes durante o período de medicação e nunca mais, o que significa que os pais não precisam se preocupar que o problema volte a acontecer.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível