Os alimentos que cachorros não podem comer

Escrito por laila alvarez | Traduzido por joan diaz
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • E-mail

Pesquisas realizadas mostram que muitos donos de cachorros alimentam seus bichos de estimação com comida para seres humanos. Embora seja bom saber que os animais são tratados como parte da família, existem alimentos feitos para nós que podem ser perigosos ou mesmo mortais para os peludos da casa.

Outras pessoas estão lendo

Comidas com cafeína

A cafeína em cães é tóxica para seu sistema nervoso e seu coração. É encontrada em café, chá, refrigerantes e chocolate. Este é o mais conhecido dos alimentos proibidos para cachorros, e um dos motivos é a cafeína. Ela é mortal para cães quando a dosagem é de 180mg por quilo do animal. Uma colher de chá de café contém aproximadamente 60mg de cafeína, o que significa que para cada 3kg, 8 colheres de chá são letais. Um cachorro menor ou filhote é mais suscetível a envenenamento por cafeína.

O chocolate também contém teobromina, que é um composto químico natural encontrado no cacau e que também é venenoso para os cães. Chocolate meio amargo é pior para os cães do que o chocolate ao leite, mas todos devem ser evitados.

Comidas gordurosas

Alimentos com alto teor de gorduras (como pele de frango e abacate) podem causar pancreatite em cães. A pancreatite é o inchaço do pâncreas, que é um órgão que auxilia na digestão. Comer alimentos gordurosos de vez em quando não deve causar problemas, mas o risco é algo que os donos de cães não devem assumir. A pancreatite nem sempre é letal, mas pode ser dolorosa e pode durar dias ou mesmo meses. Alimentos gordurosos também contribuem para a obesidade de cães, que pode levar a outros problemas de saúde.

Nozes

A maioria das nozes são tóxicas para cães, devido aos fungos que atacam a semente após esta ficar úmida, o que pode acontecer na natureza ou na mercearia. O fungo pode causar várias reações, como vômitos, icterícia e tremores. Macadâmias também são tóxicas e podem afetar o sistema nervoso ou digestivo e os músculos do animal. Todas as nozes devem ser evitadas pois têm altos níveis de fósforo, o que pode acarretar pedras nos rins.

Álcool

Embora o álcool em humanos cause um sentimento de calma e soltura, nos cães ele pode levar a coma e até a morte. Como nos humanos, muito álcool pode causar envenenamento. O que alguns não entendem é que um cachorro tem uma tolerância menor do que a nossa e, assim, o envenenamento acontece mais rápido. Um frasco derramado de perfume, loção pós-barba ou álcool etílico podem ter o mesmo efeito da cerveja, do vinho ou outras bebidas alcoólicas para consumo humano.

Cebolas

Cebolas, cebolas em pó ou outros alimentos que a base delas contêm sulfóxidos e dissulfetos. Estes compostos químicos atacam os glóbulos vermelhos dos cães, o que pode causar anemia. Embora a ingestão de doses pequenas em longos períodos de tempo não causem danos ao cachorro, o melhor jeito de assegurar a segurança do animal é evitar dar a ele cebolas. Cozida, crua ou em pó, a cebola tem o mesmo efeito neles.

O alho também tem o mesmo efeito, embora não seja tão tóxico. De fato, muitos alimentos para cachorros têm um pouco de alho, o que não faz mal. Para causar qualquer tipo de problema, muito mais alho precisaria ser consumido.

Uvas

Uvas vermelhas, verdes e uvas passas têm o mesmo efeito em cães: risco de morte. Estudos ainda estão sendo feitos, de acordo com a ASPCA, mas o que sabemos é que as passas e uvas são tóxicas para os cachorros, causando complicações renais e até a morte. Apenas um punhado pode ser o bastante para iniciar o processo de danos aos rins.

Outros

Alimentos que podem ser prejudiciais aos humanos, como ovos e frango crus, adoçantes artificiais, laticínios (intolerantes à lactose) e ossos pequenos também podem fazer mal aos seus cães. Muitas doenças que os humanos podem contrair de alimentos também podem acometer os bichos. Logo, você deve sempre tomar cuidado com o que seu cachorro consome.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível