Alimentos para a terapia natural de enzimas digestivas

Escrito por jeffrey brian airman | Traduzido por pina bastos
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Alimentos para a terapia natural de enzimas digestivas
Salada de frutas (Photos.com/Photos.com/Getty Images)

Algumas frutas são portadoras de enzimas naturais que podem ajudar na digestão. O abacaxi, o mamão papaia e o kiwi são frutos que contêm altas quantidades de uma enzima que digere a proteína, chamada protease. Comidos frescos, ou cuidadosamente processados para ficarem livres de caules, raízes e folhas, esses alimentos podem ser perfeitos para a terapia de enzimas digestivas. Pessoas com desordens digestivas devem consultar o médico antes de começar a terapia de enzimas. Para alguns problemas, como úlceras, os altos níveis de consumo de enzimas podem ser prejudiciais.

Outras pessoas estão lendo

Abacaxi

O abacaxi contém altos níveis da enzima digestiva chamada bromelina. Uma enzima é um tipo de proteína que aumenta a velocidade de uma reação bioquímica. A bromelina é uma protease, o que significa que ajuda na digestão de proteínas. Comer o abacaxi fresco é uma fonte natural de ajuda digestiva. As empresas que comercializam ervas extraem cuidadosamente essa substância das várias porções não comestíveis da planta. Elas vendem as enzimas em forma de pastilhas em lojas de alimentos orgânicos e saudáveis. Algumas companhias comercializam a bromelina como um anti-inflamatório natural para quem sofre de artrite. Essa enzima também pode ser encontrada na maioria dos supermercados, onde é vendida como um amaciante de carne natural. Quer seja ingerida a fruta ou apenas na forma de extrato, o abacaxi pode ser uma ferramenta eficaz na terapia de enzimas digestivas.

Alimentos para a terapia natural de enzimas digestivas
Abacaxi acompanhando um peixe (Eising/Photodisc/Getty Images)

Mamão papaya

O mamão papaia é outra fonte natural de enzimas digestivas protease. A enzima encontrada por toda a planta do mamão é chamada papaína. Embora presente na fruta fresca, a maior parte da papaína é extraída do látex do mamoeiro. O próprio látex é tóxico e não é seguro comê-lo ao natural. Como a bromelina, a papaína é vendida comercialmente como amaciante de carne e uma ajuda digestiva em pastilhas. Apenas uns poucos bocados de mamão papaia ou umas duas pastilhas podem ajudar a digerir até mesmo uma refeição rica em proteínas. Comer mamão papaia em demasia pode causar uma sobrecarga da enzima papaína, o que pode resultar em efeitos colaterais como indigestão, diarreia e náusea.

Alimentos para a terapia natural de enzimas digestivas
Mamão papaia (Thomas Northcut/Photodisc/Getty Images)

Kiwi

O kiwi, também conhecido como a groselha chinesa, contém uma enzima protease chamada actinídia. Essa enzima age de maneira parecida à bromelina e à papaína no efeito catalisador sobre a velocidade da digestão de proteína. Pouco se sabe na medicina ocidental a respeito dos usos dessa actnídia. Algumas pessoas têm reações alérgicas a ela, o que pode causar desconforto e náusea.

A mistura de actinídia com bromelina e papaína tem sido usada em terapia sistêmica de enzimas com grande sucesso. Parece que as três enzimas trabalham bem juntas. Cada uma fica ativa em uma temperatura e uma combinação de PH diferente no estômago. Assim, à medida que a atmosfera dentro do estômago muda durante a digestão, cada uma, no seu turno, movimenta os processos. Vá ao mercado hortifruti mais próximo e pegue alguns kiwis, mamões papaia e abacaxis e deixe as enzimas começarem a trabalhar.

Alimentos para a terapia natural de enzimas digestivas
Kiwi (Photos.com/Photos.com/Getty Images)

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível

Direitos autorais © 1999-2016 Demand Media, Inc. Sobre nós

O uso deste site constitui plena aceitação dos Termos de Uso e Política de privacidade de eHow. Ad Choices pt-BR

Demand Media