Como aliviar a dor na bexiga fazendo uma dieta para cistite intersticial

Escrito por valerie stevens | Traduzido por aline cortez
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como aliviar a dor na bexiga fazendo uma dieta para cistite intersticial
Muitos portadores de cistite intersticial passam um bom tempo procurando um banheiro (Thinkstock/Comstock/Getty Images)

A cistite intersticial (CI) é uma condição crônica que afeta até quatro milhões de pessoas nos Estados Unidos, de acordo com um artigo do website WebMD. Os sintomas frequentemente são similares aos de uma infecção no trato urinário e levam muitos portadores da doença a correr para encontrar um banheiro com urgência. Algumas pessoas têm dores intensas, enquanto outras precisam transformar suas vidas por causa da necessidade de estar perto de um banheiro. O problema é causado por uma inflamação da bexiga e não pode ser tratado com antibióticos. Embora nenhuma cura tenha sido encontrada para essa condição dolorosa, na maioria dos casos, os sintomas se resolvem. Você pode tomar medidas para superar a dor e levar uma vida normal. Muitos que sofrem da doença tiveram resultados positivos com mudanças na alimentação.

Outras pessoas estão lendo

A dieta para cistite intersticial

Não se estabeleceu uma ligação entre dieta e a cistite intersticial, mas médicos especialistas e portadores concordam que alguns alimentos podem provocar sintomas. Tanto a American Urological Association quanto a American College of Obstetrical Gynecology recomendam a modificação da dieta para ajudar a controlar os sintomas. Porém, é difícil saber como fazer isso, pois o que funciona para uma pessoa nem sempre serve para a outra. Ainda que existam listas de alimentos bons e ruins para CI, uma dieta específica não vai satisfazer a necessidade de todos. Ter uma alimentação balanceada é a recomendação predominante.

Montando a dieta

O primeiro passo para formular a dieta é descobrir quais alimentos afetam você. Comece fazendo um diário. Anote o que come e quando os sintomas se intensificam. Isso vai ajudar a determinar quais alimentos têm um efeito negativo. Converse com outras pessoas que sofrem do mesmo problema e reúna informações de livros, revistas e da internet sobre alimentos que podem ser problemáticos. Quando tiver uma ideia do que provoca seus sintomas, experimente fazer uma dieta restritiva. Evite os alimentos suspeitos por alguns dias ou semanas e reintroduza-os na dieta um de cada vez. Se houver intensificação dos sintomas, será possível deduzir que deve evitar o alimento que acabou de ser reintroduzido. Mantenha uma lista dos alimentos que causam problemas.

O que comer

Alguns alimentos parecem ajudar no alívio dos sintomas de CI. Tenha uma dieta balanceada que inclua muitos vegetais frescos, cereais integrais, bagas, laticínios ricos em cálcio e carnes magras. Alimentos frescos possuem menos aditivos e conservantes que outros produtos e os orgânicos contêm ainda menos. Experimente diferentes marcas de comidas processadas e leia os rótulos para descobrir quais marcas apresentam menos ingredientes potencialmente prejudiciais. Embora seja importante que os portadores de CI bebam muita água, qual delas beber pode ser um dilema. Muitas pessoas creem que a água da torneira é boa, enquanto outras preferem água mineral. Leia os rótulos e prove diferentes marcas de água engarrafada para encontrar uma que faça bem a você.

O que evitar

A lista de alimentos a evitar parece ser mais específica que a de alimentos bons. Café e chocolate são os primeiros itens que devem ser abandonados pela maioria dos portadores. Qualquer coisa que contenha cafeína pode causar um problema. Bebidas alcoólicas ou gaseificadas, produtos derivados de tomate e adoçantes artificiais também estão nessa lista. Suco de mirtilo e outros sucos de fruta podem intensificar sintomas em muitos portadores. A maioria das comidas temperadas, gordurosas e doces podem irritar a bexiga.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível