Alívio para hemorroidas hemorrágicas

Escrito por austin sullivan | Traduzido por juliana néris nakanejo
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Alívio para hemorroidas hemorrágicas
Pomadas, géis e supositórios aliviam a coceira, inchaço e dor (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

Embora geralmente inofensivo, o sangramento das hemorroidas podem causar dor física e a angústia mental. As hemorroidas são as veias inchadas no ânus ou no reto que têm várias causas, incluindo a constipação e a gravidez. Como há muitas opções de tratamento para esta doença comum, é o melhor começar com uma abordagem mais conservadora antes de tentar intervenções médicas mais caras e avançadas.

Outras pessoas estão lendo

Opções de auto tratamento

Felizmente, há muitos métodos baratos de auto-tratamento para controlar hemorroidas com sangramento. Os peritos da "Mayo clinic (clínica Mayo)" recomendam fazer mudanças de dieta, incluindo beber mais água e comer mais alimentos ricos em fibras. Os suplementos à base de fibras de venda livre também são meios de aumentar o índice de ingestão diário. Eles também recomendam evitar ficar sentado ou em pé por longos períodos, assim como outras mudanças simples do estilo de vida, como andar ou fazer exercícios do baixo impacto para ajudar a resolver a constipação que geralmente acompanha o sangramentos de hemorroidas. Tomar os banhos mornos, incluindo banhos de assentos, pode ser benéfico por reduzir o inchaço e inflamação e evitar esforço excessivo durante a evacuação é crucial para prevenir esses sintomas. Vários produtos com venda sem prescrição médica podem ser benéficos. Pomadas, géis e supositórios para aliviar a coceira, inchaço e dor estão amplamente disponíveis, assim como os medicamentos via oral contendo ibuprofeno e naproxeno, que são os anti-inflamatórios não esteroides preferidos para aliviar a dor quando tomados com paracetamol, por ajudar a reduzir o inchaço e inflamação. Como os medicamentos contra dor baseados em paracetamol também são anticoagulantes, eles devem ser evitados (a menos que sejam recomendados pelo médico), porque podem contribuir para aumentar o sangramento.

Intervenção médica não cirúrgica

Se os medicamentos simples para auto tratamento não resolverem o problema, então procedimentos não cirúrgicos são normalmente efetivos. Esses métodos envolvem cortar o suprimento de sangue para as veias inchadas, controlando assim o sangramento, e existem duas abordagens para alcançar esse objetivo. A coagulação infravermelha, que é uma técnica não cirúrgica que envolve a aplicação de pulsos rápidos de luz infravermelha no tecido acima da hemorroida com uma sonda pequena. A luz infravermelha coagula a veia e isso causa o seu encolhimento, controlando o sangramento. A segunda técnica é conhecida como ligadura elástica de hemorroidas, que envolve a inserção de uma pequena faixa de elástico no tecido acima da veia para cortar o suprimento de sangue e reduzir o inchaço. A faixa de elástico e o tecido morto desprendem-se alguns dias depois e a área envolvida se cura naturalmente. Ambos os métodos tem o mesmo objetivo, que é o encolhimento das hemorroidas pelo corte do suprimento de sangue, sendo preferidos em relação à cirurgia apresentarem riscos menores, serem rápidas e causarem pouca ou nenhuma dor.

Intervenção cirúrgica

Se o alívio para o sangramento das hemorroidas não pode ser obtido com as medidas conservadoras, então a cirurgia é a opção final. A "American Society of Colon and Rectal Surgeons (Sociedade americana de cirurgiões de cólon e reto) afirma que as hemorroidectomias são feitas em apenas 10% dos casos de todas as hemorroidas hemorrágicas; normalmente são feitas quando todas as opções de tratamento falharam. Quando a cirurgia é recomendada, é usualmente reservada para casos de hemorroidas internas ou estranguladas que estão em estado avançado da patologia. Como todas as cirurgias, hemorroidectomias apresentam riscos, dor e processo de recuperação prolongado.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível