Aloe Barbadensis Miller (Aloe Vera)

Escrito por edriaan koening | Traduzido por randhal wendel
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Aloe Barbadensis Miller (Aloe Vera)
A Aloe barbadensis Miller tem propriedades medicinais (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

A Aloe barbadensis Miller, ou aloe vera, pertence à família Liliaceae (lírio). Tem dois nomes científicos em razão da confusão relacionada a suas origens. De acordo com a Universidade Wilkes, o nome Aloe barbadensis não descreve muito bem a planta, porque ela não vem de Barbados. Na realidade, muitos acreditam que ela é originária do Norte da África ou do Mediterrâneo.

Outras pessoas estão lendo

Características

Uma planta de folhas suculentas, a Aloe barbadensis Miller, também conhecida como babosa, se parece com um cacto na textura, mas tem parentesco próximo com as tulipas, lírios brancos e aspargos. Tem um caule curto do qual brotam folhas grossas e espinhosas, perto do nível do solo. As folhas jovens têm manchas, mas tornam-se verde-claro à medida que amadurecem. As folhas, que possuem espinhos moles nas bordas, crescem até adquirirem a disposição de uma roseta. Cada planta tem entre 12 e 16 folhas, sendo que cada uma pode atingir 60 centímetros de cumprimento e pesar até um quilo. A planta pode crescer a até um metro de altura.

Medicina tradicional

Muitas sociedades subtropicais e tropicais cultivam a Aloe barbadensis Miller como uma planta medicinal. Ao longo dos séculos XVIII e XIX, ela permaneceu como um dos remédios mais comumente usados. Dentre os países onde as pessoas usam tradicionalmente a Aloe barbadensis como remédio estão Trinidad e Tobago, México, Índia e Nigéria. Ela é usada para tratar doenças gastrointestinais, como úlceras, prisão de ventre e colite, e doenças musculoesqueléticas, como osteoartrose e herpes. Pode ser usada também para tratar asma, epilepsia, hemorragias, depressão, esclerose múltipla, varizes, queimaduras, insolação, cicatrização, psoríase e lesões na pele causadas pelo frio.

Medicina moderna

A Aloe barbadensis Miller contém vários componentes que possuem propriedades antiviral, anti-tumor e anti-inflamatória. De acordo com a Universidade de Wilkes, estudos científicos descobriram que a planta pode ajudar no tratamento de doenças como diabetes, colesterol alto, dores abdominais e feridas superficiais, em casos sem gravidade. Entretanto, os cientistas precisam fazer mais pesquisas devido à falta de provas, mecanismo de funcionamento desconhecido e possíveis efeitos colaterais.

Indicações

De acordo com a Universidade do Centro Médico de Maryland, tanto adultos como crianças podem usar produtos à base de gel puro de aloe vera para tratar irritações cutâneas. A Aloe barbadensis Miller também é encontrada em cápsula, tablete, suco, pomada, cremes e loções corporais. Adultos podem cortar a folha da planta longitudinalmente, extraindo do seu interior o gel para cuidar de irritações na pele.

Considerações

Não aplique a Aloe barbadensis Miller em ferimentos abertos ou profundos, pois pode causar uma reação alérgica, normalmente uma erupção cutânea. Não faça uso oral, pois pode causar sérias cólicas intestinais ou diarreia. Mulheres grávidas ou que estão amamentando e crianças devem evitar principalmente o uso oral. Consulte um profissional da saúde antes de usar a Aloe barbadensis Miller para tratamentos de saúde.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível