Alopecia causada por psoríase

Escrito por april khan | Traduzido por antônio melo
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Alopecia causada por psoríase
Os outros problemas de pele podem ter a mesma aparência da psoríase, mas ela é bastante distinta em sua cor e brilho (greenfinger/morguefile.com)

De acordo com a National Psoriasis Foundation, pelo menos metade das pessoas que têm psoríase possui a doença em seu couro cabeludo. A psoríase pode ser leve, moderada ou grave, com níveis de placas encrustadas que cobrem o couro cabeludo com o aspecto de pó prateado brilhante. Os outros problemas de pele podem ter a mesma aparência da psoríase, mas ela é bastante distinta em sua cor e brilho.

Outras pessoas estão lendo

Relação entre alopecia e psoríase

A psoríase do couro cabeludo pode aparecer em qualquer lugar, do couro cabeludo à testa e das orelhas à parte de trás do pescoço. A psoríase severa pode causar crostas espessas em todo o couro cabeludo. Esta crosta pode causar cicatrizes foliculares. Qualquer nível da doença pode acarretar queda de cabelo extensa, chamada de alopecia areata. O tipo de alopecia causado pela cicatrização grave é chamado de alopecia cicatricial (ou alopecia cicatrizante).

O que é alopecia?

A alopecia é definida como perda de cabelo. Sua forma mais comum, em conjunto com a psoríase, é a alopecia cicatricial, que é uma forma de perda de cabelo que resulta de danos folicular e cicatrizes. Isto ocorre quando o cabelo enfraquece e cai para fora do folículo, sendo depois substituído pelo tecido cicatricial do couro cabeludo. Quando isso acontece, o cabelo já não cresce a partir das áreas afetadas. A alopecia cicatricial pode afetar homens e mulheres e é mais comum entre os adultos.

Sinais e sintomas

Os sinais e sintomas de alopecia cicatricial devido à psoríase são carecas irregulares no couro cabeludo que mostram crostas. Eles podem ser acompanhados de coceira, dor ou ardor. O couro cabeludo também pode apresentar vermelhidão, ressecamento e rachaduras na pele que sangram e doem. Estes sintomas são acompanhados pela formação de crostas e pela escamação de prata, que são consideradas características clássicas da psoríase.

Diagnóstico

Não existe um teste para fornecer um diagnóstico de psoríase do couro cabeludo ou alopecia cicatricial. A primeira coisa que o médico fará é examinar visualmente o couro cabeludo para detectar os sinais de psoríase e, em alguns casos raros, uma biópsia pode ser exigida a fim de dar um diagnóstico mais preciso.

Opções de recrescimento capilar

Se os folículos do couro cabeludo forem destruídos, nenhum cabelo voltará crescer a partir das áreas danificadas. A chave para o tratamento de alopecia cicatricial nesta situação é, primeiramente, tratar a psoríase. A psoríase do couro cabeludo pode ser tratada com o uso de xampus medicinais disponíveis sem prescrição médica que contêm um dos seguintes ingredientes: cetoconazol, alcatrão, piritiona de zinco, sulfureto de selênio ou ácido salicílico. Pode ser recomendado que você utilize um creme, pomada ou solução que contenha alcatrão, corticosteroides ou vitamina D. Todos eles o ajudarão tanto a parar como tratar a psoríase, desde que ela não tenha entrado no estágio cicatricial (alopecia areata). Após a cura do couro cabeludo, o seu médico pode prescrever-lhe Minoxidil, de dois ou cinco por cento, para ajudar com o crescimento dos cabelos em áreas levemente afetadas. Ele também está disponível sem prescrição médica sob o nome comercial de Rogaine.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível