Como alterar o tamanho de inode de uma partição existente?

Escrito por jonah quant | Traduzido por daniela hadzhinachev
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como alterar o tamanho de inode de uma partição existente?
O tamanho de um inode de sistema de arquivo é um equilíbrio entre a quantidade de metadados e utilização de espaço de disco (hard disk in funzione image by Michele Campini from Fotolia.com)

Os computadores guardam informações em dispositivos de armazenagem, seguindo padronagens organizacionais chamadas sistema de arquivos. Eles mantêm um conjunto de estruturas de dados chamados inodes - um para cada arquivo, diretório ou outro link que possa existir em um sistema de arquivos. A quantidade de espaço alocado para cada inode é um "equilíbrio": Inodes maiores podem conter metadados mais ricos (Ex: Listas de controle de acesso) para cada arquivo, mas eles podem tomar mais espaço de disco do armazenamento de dados do usuário. Sistemas de arquivos baseados em Linux e Unix, tais como ext2 e ext3, permitem um controle mais refinado do que os baseados em Windows (Ex: NTFS e FAT). Esse controle se refere ao espaço alocado por metadados no momento de criação do sistema de arquivo. Infelizmente, os inodes podem ter seu tamanho alterado apenas através da recriação do sistema de arquivo a partir do zero.

Nível de dificuldade:
Moderado

Outras pessoas estão lendo

O que você precisa?

  • Dispositivo de armazenamento
  • Acesso de administrador ao computador

Lista completaMinimizar

Instruções

  1. 1

    Entre no computador com privilégios de administrador. No Linux, por exemplo, entre como um usuário "root".

  2. 2

    Crie um sistema de arquivo temporário no espaço vazio para armazenar os dados, enquanto a partição original estiver sendo recriada. Por exemplo, para criar um sistema de arquivo temporário ext2 no Linux, execute: mke2fs-t /dev/sda4, onde "/dev/sda4"é uma partição desocupada onde o sistema de arquivo temporário é criado. Monte a partição recém criada. Para o Linux, por exemplo, execute: mount /dev/sda4 /mount/tempFs.

  3. 3

    Copie todos os arquivos do sistema de arquivos original para o temporário. Para o Linux, execute: cp -R /mount/original to /mount/tempFs, onde "/mount/original" é o ponto de montagem para o sistema de arquivo original.

  4. 4

    Recrie o sistema de arquivo original com o tamanho de inode desejado. Tenha em mente que esse passo é irreversível e apagará todos os dados do sistema original. É por isso que os dados foram copiados para a partição temporário no terceiro passo. Por exemplo, para um sistema de arquivo ext2, execute: umount /mount/original and mke2fs -t ext2 -I <inodeSize> /dev/sd2. O "/dev/sd2" é a partição contendo o sistema de arquivos original e "<inodeSize>" é o tamanho desejado do inode no novo sistema. Ele deve ter capacidade dupla, e deve ser pelo menos 128 (o valor padrão é 256).

  5. 5

    Copie de volta todos os arquivos do sistema de arquivos temporário dentro do recém criado. Para o Linux, por examplo, execute: mount /dev/sd2 /mount/original and cp -R /mount/tempFs /mount/original.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível