Alternativas aos alérgicos a Augmentin

Escrito por melissa lind | Traduzido por lucas schiavo
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Alternativas aos alérgicos a Augmentin
Alguns pacientes são alérgicos a penicilina (Comstock Images/Comstock/Getty Images)

Augmentin é o nome da marca de uma combinação de antibióticos contendo os ingredientes genéricos amoxicilina e ácido clavulânico ou clavulanato. Algumas pessoas são alérgicas a algum dos medicamentos que compõem o Augmentin e precisam receber um remédio alternativo.

Outras pessoas estão lendo

Augmentin

Como o Augmentin é uma combinação de produtos, é importante determinar o tipo de reação alérgica, indicando a severidade da intolerância. A porção de amoxicilina do Augmentin é um membro da família da penicilina. Pacientes que são alérgicos a penicilina provavelmente não poderão tomar amoxicilina, em qualquer forma, e não devem usar o Augmentin. Sintomas da alergia a medicação incluem erupção cutânea, comichão na pele, urticária, sensação de aperto no peito, inchaço da língua, boca ou lábios e dificuldade em respirar. Uma reação alérgica envolvendo a boca, a garganta ou dificuldade de respirar é um caso grave e deve ser tratada por um médico imediatamente.

A outra porção do Augmentin é formada de clavulanato. Esse ingrediente é adicionado para fazer com que a amoxicilina funcione melhor, prevenindo o aumento da resistência das bactérias. O ácido clavulânico comumente causa reações alérgicas tais como como coceira, erupção cutânea e dificuldades em respirar, mas pode causar outras reações de intolerância, como perturbação gastrointestinal grave e alterações no sistema nervoso central. Se uma pessoa não pode usar clavulanato, ela ainda poderá tomar amoxicilina ou outros produtos da penicilina sem aditivos, mas há ainda muitas outras alternativas.

Macrolídeos

Macrolídios incluem Zithromax or Z-pak (azitromicina), Biaxin (claritromicina) e EES or Ery-Ped (eritromicina). Essas são alternativas para a alergia ao Augmentin utilizadas para tratar uma variedade de doenças, incluindo as respiratórias, dentais, de tecidos e outras infecções. Eritromicina pode causar efeitos colaterais, como gosto metálico na boca e perturbação gastrointestinal.

Quinolonas

Os antibióticos de tipo fluoroquinolona usados como alternativa ao Augmentin incluem o Maxaquin (lomefloxacina), Levaquin (levofloxacina) e Avelox (moxifloxacina). Eles são usados para uma variedade de infecções, mas podem causar sensibilidade ao sol, danos nos rins e, mais comumente que outros antibióticos, contribuir para severas infecções gastrointestinais. Embora sejam úteis para pacientes alérgicos a penicilina, há pessoas que também podem ser alérgicos a eles.

Tetraciclinas

Os antibióticos do grupo das tetraciclinas, como o Achromycin (tetraciclina) e Vibramycin (doxiciclina), são usados como alternativa ao Augmentin no tratamento de infecções respiratórias, dentais e nos tecidos. A tetraciclina não deve ser tomada por mulheres grávidas e crianças com menos de sete anos, devido a possibilidade de descoloração dos dentes do feto ou da criança.

Cefalosporinas

Cefalosporinas como a Ceclor (cefaclor), Duricef (cefadroxil) e Keflex (cefaxelina) já foram os antibióticos mais utilizados pelos alérgicos a Augmentin e outras penicilinas, mas muitas bactérias se tornaram resistentes a eles. Novos medicamente, como o Omnicef (cefdinir) e Spectraced (cefditoren) são mais eficazes; entretanto, eles carregam um pequeno risco de sensibilidade cruzada com alergia a penicilina. Aproximadamente 7% a 18% dos pacientes alérgicos a Augmentin ou outro antibiótico de tipo penicilina não poderão tomar as cefalosporinas.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível