Amamentação e tratamento da asma leve

Escrito por anne madison | Traduzido por ana luisa takahashi
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Amamentação e tratamento da asma leve
Você quer fornecer o melhor para o seu bebê (baby image by Yvonne Bogdanski from Fotolia.com)

A "American Academy of Pediatrics" (Academia Americana de Pediatria) recomenda, amamentação para os primeiros seis meses de vida de um recém nascido. Na teoria, isso soa bem, mas se a mãe tem asma e, devido a isso, toma medicação regularmente, você pode se perguntar como isso afeta a capacidade de amamentação. Você não quer que algo que deveria ser bom para o seu bebê tornar-se prejudicial, passando medicação por meio do leite materno. Você pode relaxar, pois na maioria dos casos, não há o que temer.

Outras pessoas estão lendo

Equívocos

A comunidade médica tem tido o cuidado de fazer as mães entenderem o perigo em potencial de tomar certos remédios durante a amamentação. Isso levou a um equívoco de que qualquer medicação que a mãe tomar irá passar para o bebê por meio do leite materno, causando danos. Na realidade, muitos medicamentos não são facilmente absorvidos oralmente e representam pouca ameaça a criança. Vários medicamentos para asma se enquadram nessa categoria. Evidentemente, você deve certificar-se que o médico saiba que está amamentando antes de te passar qualquer medicamento.

Tipos

A maioria dos medicamentos para asma entram em uma das duas categorias - esteroides inalados ou orais. O uso dos inalados pela mãe não apresenta risco a amamentação da criança. A fluticasona presente neles pode ser a opção mais segura durante esse período. Os esteroides orais, como prednisona ou prednisolona, são bastante seguros para o uso a curto prazo durante a amamentação. Se precisar usar um oral em doses maiores que 20 miligramas, a prednisolona é a escolha mais segura.

Cronograma

Caso esteja preocupada com os possíveis efeitos da medicação no bebê, você pode diminuir o risco cronometrando as suas doses de acordo com o horário de alimentação do bebê. Se precisar tomar um esteroide oral, tome-o quatro horas antes de amamentar. Você poderá tentar medicar-se após a alimentação para aumentar o tempo entre o medicamento entrando na sua corrente e o amamentação.

Benefícios

Os benefícios da amamentação durante os seis primeiros meses críticos superam os perigos associados ao medicamento. Bebês que são alimentados por meio do leite materno durante esse tempo passam por menos infecções de orelha, alergias, aumentando a capacidade cognitiva e ganhando peso saudável.

Teorias/Especulações

Um estudo publicado pela "American Journal of Respiratory and Critical Care" (Medicine Revista Americana de Medicina Respiratória e Cuidados Críticos) em 2007 mostra uma possível conexão entre amamentação a longo prazo por mães com asma e o aumento do risco da ocorrência da doença na criança mais tarde. O risco é ainda considerado teórico e só apareceu em crianças que foram amamentadas por mais de quatro meses, Se tiver asma, considere a introdução de leite em pó após quatro meses.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível