Por que a análise marginal é importante na economia?

Escrito por shane hall | Traduzido por bianca amorim
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Por que a análise marginal é importante na economia?
A análise marginal pode ajudar em decisões de compras (shopping spree image by MAXFX from Fotolia.com)

A vida exige uma série de decisões. Consumidores e empreendedores encaram questões complicadas -- como acrescentar horas extras ao trabalho, economizar um pouco a cada mês, comprar um novo computador, construir uma unidade de produção adicional -- todos os dias. Uma ferramenta central na pesquisa econômica é conhecida como análise marginal e pode dar aos que tomam as decisões as ferramentas necessárias para alcançarem melhores benefícios.

Outras pessoas estão lendo

Identificação

A análise marginal examina como os custos e benefícios mudam de acordo com mudanças graduais nas ações. Quaisquer ações adicionais por um indivíduo ou empresa, como comprar um par de sapatos a mais ou aumentar a produção de um produto por uma unidade adicional, traz custos. A questão central na análise marginal é se os benefícios esperados daquela decisão superam os custos adicionados.

Significado

A análise marginal é um dos dez princípios da economia, como definido pelo economista de Harvard, Gregory Mankiw, em seu “Principles of Economics”, um livro teórico muito popular em cursos de economia de diversas faculdades. De acordo com Mankiw, um dos princípios que governa a tomada de decisão é que indivíduos racionais pensam na margem. Uma pessoa, por exemplo, pode pesar a decisão sobre tirar ou não férias, trabalhar horas adicionais ou mesmo tomar mais uma taça de vinho durante o jantar. Mankiw e outros economistas defendem que aqueles que tomam decisões racionais somente agem se a satisfação ou benefício adicional -- conhecido como o benefício marginal -- excede o custo adicional, ou marginal, de fazê-lo.

Características

Cálculos diferenciais provêm a ferramenta matemática com a qual economistas e especialistas em negócios conduzem a análise marginal. Funções diferenciais em cálculo buscam um resultado ou variável dependente (geralmente expressa pela letra "y") como uma função de um ou mais variáveis independentes (expressa com a letra "x"). A equação examina a mudança no valor do y para cada aumento no valor de x. Em termos econômicos, y pode significar benefícios e x, custos. Dessa forma, o cálculo ajuda economistas a quantificar a mudança nos benefícios resultantes de um aumento de uma unidade nos custos.

Benefícios

Indivíduos e negócios buscam alcançar o mais alto nível de satisfação possível. Economistas chamam isso de "maximizar utilidade". Pessoas desejam maximizar sua satisfação e felicidade enquanto empresas desejam maximizar seu lucro. A análise marginal ajuda negócios e indivíduos a equilibrarem o custo-benefício de uma ação adicional -- produzir mais, consumir mais, entre outras decisões -- e determinarem se os benefícios ultrapassarão os custos, aumentando a utilidade. A Análise marginal também beneficia os criadores de políticas governamentais. Pesar os custos e benefícios pode ajudar os oficiais do governo a determinarem se deslocar recursos adicionais para um programa público em particular pode gerar benefícios adicionais para o público em geral.

Considerações

Governos geralmente ignoram os benefícios em potencial da análise marginal, focando em recursos já disponibilizados para iniciativas, programas e projetos -- especialmente se esses esforços fracassam ou possuem falhas. Criadores de políticas, então, questionarão o valor de deslocar recursos adicionais para corrigir o problema, apontando para fundos já gastos. Usando análise marginal, a maioria dos economistas responderia que os recursos já gastos -- conhecidos como custos irreparáveis -- não importam, pois não podem ser recuperados. Sob a análise marginal, a questão relevante é quais os custos e benefícios em tentar corrigir o problema ou deixá-lo como está. Se o projeto gerar bons resultados em consequência de reparos ou melhorias, então um financiamento adicional pode ser apropriado. Nessa perspectiva, a colocação original de recursos não importa mais.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível