Anatomia interna do elefante africano

Escrito por hayley ames Google | Traduzido por nara pinilla
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Anatomia interna do elefante africano
Um elefante africanos pode beber até 220 litros de água por dia (Digital Vision./Digital Vision/Getty Images)

Os elefantes africanos são animais ameaçados de extinção, que podem ser encontrados principalmente em regiões de savana em reservas na África Oriental e Central. Antes de se tornar ameaçado de extinção, o animal era encontrado em toda a África, seu habitat natural. O animal atinge até 4 m de altura e pesa até 6.000 kg. Os elefantes machos são maiores e mais pesados do que as fêmeas.

Outras pessoas estão lendo

Cérebro

Embora o cérebro do elefante africano ocupe uma área relativamente pequena do seu grande crânio, ele tem a maior massa de todos os mamíferos terrestres. O cérebro de um elefante africano adulto pode pesar até 5,5 kg, embora o da fêmea raramente ultrapasse mais de 4 kg. No nascimento, o cérebro representa cerca de um terço do seu tamanho final quando adulto. Os elefantes são animais inteligentes e sua capacidade de aprender novas habilidades aumenta à medida em que seus cérebros aumentam de tamanho.

Sistema digestivo

A quantidade de comida que um elefante africano consome por dia corresponde a aproximadamente 5% do seu peso. Esses animais podem comer por até 16 horas em um único dia. O comprimento total do seu intestino é de aproximadamente 35 m. Os elefantes comem uma grande variedade de matéria vegetal, mas seu sistema digestivo digere apenas cerca de 44% dos alimentos com sucesso. Esse sistema digestivo relativamente ineficiente leva esse grande mamífero a produzir cerca de 160 kg de fezes por dia.

Sistema circulatório

O coração de um elefante africano macho pode pesar até 27,5 kg e tem um vértice duplo. Isso significa que existem dois pontos na parte inferior do órgão, em vez de apenas um, como se vê no coração humano. Além disso, na posição em pé, esse grande coração circula o sangue pelo corpo do elefante batendo entre 25 e 30 vezes por minuto. Dentro da rede de vasos sanguíneos, um único vaso pode medir mais de 3 m de comprimento. Isso significa que os elefantes precisam manter um nível constante de pressão sanguínea para não entrarem em colapso. Esses animais têm uma grande concentração de vasos em suas grandes orelhas, podendo resfriar o sangue que flui ao redor do seu corpo à medida em que as agita.

Sistema respiratório

Elefantes africanos controlam a inflação do pulmão através da utilização de músculos. Ao longo de um período de um minuto, esse elefante só terá entre quatro e dez ciclos respiratórios, dependendo do nível de atividade. Quanto maior o nível de atividade, mais respirações o elefante africano terá por minuto. A maior parte do ar é inalado através da tromba, e a boca inala o restante.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível