AndroGel e o crescimento muscular

Escrito por james rutter | Traduzido por juliana ferreira dos anjos
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
AndroGel e o crescimento muscular
A testosterona auxilia no ganho de massa muscular (Photodisc/Photodisc/Getty Images)

O AndroGel é um medicamento de uso tópico, que contém testosterona, prescrito pelos médicos em tratamento de hipogonadismo. Ele não é indicado para pacientes com certas doenças pré-existentes e seu uso pode causar efeitos colaterais prejudiciais.

Outras pessoas estão lendo

Identificação

O AndroGel é um medicamento que contém 1% de testosterona em uma solução transdérmica. A testoesterona é um hormônio esteróide natural que exerce efeitos anabólicos (construção de tecidos) e andrógenos (masculinizantes). Ela aumenta a massa muscular e promove a densidade óssea, produz esperma e, em adolescentes do sexo masculino, estimula o desenvolvimento das características masculinas, como os pêlos faciais e a voz mais grossa.

Os usuários devem aplicar o Androgel na pele em dosagens de 5 g, 7 g ou 10 g, e ao longo de 24 horas, a pele irá absorver aproximadamente 10% da testosterona aplicada.

Indicações

De acordo com o site de informações farmacêuticas Rxlist.com, os médicos podem prescrever Androgel para pacientes com hipogonadismo, uma condição que eles não produzem testosterona natural suficiente. O hipogonadismo pode ser resultante de vários fatores como: uma condição congênita (como a síndrome de Klinefelter), quimioterapia, lesões do hipotálamo ou na hipófise, doenças (como diabetes ou hepatite) ou resultado do processo de envelhecimento. Quando os médicos prescrevem Androgel para o tratamento de deficiência de testosterona por causa do envelhecimento, o tratamento é referido como terapia de reposição hormonal.

O site Rxlist.com lista a dose recomendada de Androgel como 5 g, administrado uma vez ao dia sobre a pele limpa e seca.

Benefícios

A Cleveland Clinic informa que os pacientes com deficiência de testosterona podem sofrer de uma variedade de condições fisiológicas que incluem perda de massa muscular e aumento de gordura, redução da densidade óssea, ligeira anemia e disfunção erétil. Aqueles com baixo nível de testosterona também podem experimentar alteração da libido, depressão, comprometimento da função cognitiva e diminuição da saúde mental e da sensação de bem-estar.

A terapia de reposição hormonal que usa Androgel visa aliviar ou reverter esses efeitos negativos da baixa de testosterona.

Uso ilícito

Por ser exógena (produzida externamente), a testosterona pode estimular o crescimento muscular e o site bodybuilding.com relata que atletas e fisiculturistas usam produtos que contem testosterona para promover ganho de massa muscular. No estanto, Bodybuilding.com informa que os usuários ilícitos tomam entre 500 mg e 1000 mg de testosterona injetável por semana, que requer múltiplas doses de Andogel. Em um fórum no Testosterone Nation Magazine, eles afirmaram que o Androgel se tornaria ineficaz para esse fim, uma vez que exigiria do usuário a aplicação de quatro vezes a dose diária recomendada. Mesmo assim, os usuários desse site têm apontado que essa dosagem só duplicaria a produção natural do corpo e não produziria mais efeitos anabólicos (crescimento muscular).

Avisos

A Administração Federal de Comida e Remédio classificou a testosterona como uma categoria de gravidez x medicamento, o que significa que ela é conhecida por causar defeitos congênitos. Por causa do Androgel conter testosterona, mulheres grávidas ou que estão tentando engravidar, não devem usar esse produto.

Além disso, pelo fato da testosterona aumentar a próstata, os homens com câncer nessa região não devem tomar Androgel. O site Drugs.com recomenda que todos os pacientes com história de doença cardíaca ou diabetes, ou aqueles que tomam anticoagulantes ou diluentes de sangue devem consultar um médico antes de usar o Androgel.

Perigos

Como a testosterona pode alterar os níveis de colesterol no sangue, produtos que contenham esse hormônio podem levar a arteriosclerose, problemas de coagulação, AVC, insuficiência cardíaca ou doença coronária. A testosterona também afeta os níveis hepáticos e causa hepatite peliosis, uma condição às vezes fatal que causa cistos de sangue no interior do fígado e/ou do baço.

A testosterona do Androgel pode exercer efeitos masculinizantes e causar efeitos colaterais como aumento de pêlos faciais e corporais, voz mais grossa, acne, pele oleosa, alteração da libido e disfunção erétil. As mulheres que tomam Androgel podem experimentar interrupção dos ciclos menstruais e aumento do clitóris, enquanto dos homens podem desenvolver mamas masculinas (chamada ginecomastia).

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível