AndroGel e Testim

Escrito por holly huntington | Traduzido por lucas schiavo
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
AndroGel e Testim
A testosterona diminui com a idade (Jupiterimages/liquidlibrary/Getty Images)

Testim e AndroGel são duas marcas de repositores de testosterona. Apesar de ambos os produtos serem prescritos e vendidos em fórmulas de 1% e serem aprovados pela Administração de Drogas e Alimentos dos EUA, eles têm algumas diferenças. A aplicação dos remédios varia, a fatia de mercado é bastante desproporcional e só um deles recebeu atenção da Comissão de Troca Federal dos Estados Unidos devido às práticas de marketing do fabricante.

Outras pessoas estão lendo

Testosterona humana

Quando em funcionamento normal no corpo humano, o hormônio sexual testosterona ajuda o homem a manter a ereção e contribui para o número de espermatozoides, a chance de fertilidade e desejo sexual. Entretanto, se a testosterona estiver muito baixa -- o que pode acontecer devido a uma condição conhecida como hipogonadismo, assim como pelo processo natural de envelhecimento -- os homens podem experimentar complicações de saúde, como uma diminuição do desejo sexual, infertilidade e até mesmo crescimento de seios.

Testosterona sintética

Quando os níveis de testosterona estão baixos ou um homem sofre de hipogonadismo, os médicos podem receitar a testosterona sintética, como AndroGel ou Testim. Esse tipo de terapia de reposição hormonal está disponível em injeções, emplastro e gel. Os efeitos colaterais incluem alargamento dos seios, instabilidade emocional, câncer de próstata e pressão alta.

AndroGel

A terapia hormonal com AndroGel é aplicada diariamente nos ombros, braços ou abdômen do homem. Esse produto é normalmente administrado em doses diárias de 50 mm, embalado em tubos individuais. É fabricado pela Solvay e tem 70% da fatia de mercado, segundo o jornal Milwaukee-Wisconsin Journal Sentinel.

Testim

Como o AndroGel, o Testim também é aplicado em doses diárias de 50 mm. Deve ser aplicado apenas nos braços ou ombros, de acordo com as instruções da embalagem. De acordo com o Centro Clínico e de Pesquisa de Orlando, o Testim fornece níveis mais altos de soro aos usuários, além de biodisponibilidade, do que o seu competidor. Ele também não faz estratégias de marketing controversas, ao contrário do AndroGel.

Controvérsia do AndroGel

De acordo com um artigo publicado em nove de agosto de 2009 no jornal Milwaukee-Wisconsin Online Journal Sentinel, a prescrição de testosterona sintética aumentou de 1.7 milhões de usuários em 2002 para 3.3 milhões em 2008. Propagandas recentes contra o envelhecimento, feitos pelo fabricante do AndroGel, Solvay, parece estar focados em aumentar esses números de forma controversa.

Solvay está promovendo sua testosterona sintética a aproximadamente 13 milhões de homens maiores de 45 anos, os quais eles dizem estar sofrendo de uma diminuição de testosterona relacionada com o envelhecimento, chamada por eles de Baixo T.

AndroGel e o FTC

De acordo com o Journal Sentinel, o FTC alegou em fevereiro de 2009 que a Solvay "ilegalmente conspirou para pagar duas firmas genéricas para manter os seus produtos fora do mercado". O preço médio para usar AndroGel durante um mês é de R$ 600. A opção genérica custaria aos consumidores cerca de apenas R$ 90, preço pago pelo mesma quantidade de produto, tornando as ações da Solvay "pouco escrupulosas", segundo Jim Leibowitz, comissário da FTC,

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível