Anéis de paládio versus platina

Escrito por beth cone | Traduzido por mariana pelicano
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Anéis de paládio versus platina
A platina foi por muito tempo considerada o mais precioso dos metais (diamond ring image by Brent Walker from Fotolia.com)

Platina e paládio são elementos raros. O paládio é um membro do grupo de metais da platina. Ambos tornaram-se cada vez mais populares para a confecção de anéis de noivado e casamento, assim como para outras jóias preciosas. O paládio compartilha algumas características físicas com a platina, mais cara. Por isso, ele se tornou cada vez mais popular, como uma escolha mais acessível de material para anéis.

Outras pessoas estão lendo

Platina: pureza e perfeição

A platina é apreciada por joalheiros e colecionadores de jóias por sua qualidade pura. Ela não precisa ser misturada em uma liga metálica com outros metais para criar jóias. Sua pureza a torna hipoalergênica e sua cor branca natural não reflete uma gama de cores nos diamantes, o que a torna perfeita para anéis de noivado com diamantes. Além disso, sua cor combina com vários tons de pele. A platina é maleável e pode ser trabalhada em projetos muito complexos.

Durabilidade da platina

A alta qualidade da platina a torna um elemento durável. Anéis desenhados com platina mantêm sua forma e não mancham nem mudam de cor. Além disso, sua durabilidade a torna ideal para sustentar uma pedra em sua moldura. Ela não gasta como outros metais, o que segura melhor uma pedra por um período maior. Se um anel de platina for arranhado, um joalheiro pode simplesmente polir e remover a imperfeição.

Platina: um investimento

A platina é mais cara que outros metais, primeiramente pelo grande trabalho para obter apenas cerca de 30 gramas desse metal raro. Extraída principalmente na África do Sul e Rússia, a extração de 30 gramas requer oito semanas e 10 toneladas de minério. O custo da platina é relativamente estável, comparado à outros metais, devido à sua raridade e demanda.

Paládio: o primo da platina

O paládio é um elemento que faz parte do grupo da platina e é extraído juntamente com ela. William Hyde Wollaston descobriu o paládio em 1803 durante o processo de mineração da platina. Como parte dos elementos do grupo da platina, o paládio compartilha algumas características físicas, incluindo durabilidade, lustrosidade e uma cor similar branco-prateado.

Benefícios do paládio

O paládio é uma alternativa mais acessível à platina. Ele também é hipoalergênico e não necessita ser misturado com ródio. Ele é 40 por cento mais leve, ou menos denso, que a platina. Em alguns desenhos de jóias, especialmente aqueles que incluem pedras, a leveza é uma característica mais desejada.

Paládio em projetos de anéis

O paládio sempre foi usado mais em aplicações técnicas, como em um conversor catalítico de motor. Inovações o tornaram mais receptível à modelagem, a técnica utilizada pelos joalheiros para criar jóias. Por poder agora ser parte de uma liga conhecida como paládio 950, é mais adequado para a modelagem de anéis ou outras jóias pequenas.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível