Animais e plantas da floresta decídua tropical

Escrito por anastasia leon | Traduzido por fernanda lemi
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Animais e plantas da floresta decídua tropical
As florestas decíduas tropicais são encontradas em países ao redor do mundo e hospedam uma variedade extraordinária de espécies de animais e plantas diferentes (Digital Vision./Digital Vision/Getty Images)

Diferentemente de outras florestas tropicais, as florestas decíduas são definidas pela presença de espécies de árvores com folhas largas e condições climáticas que incluem uma estação seca e longa, além de sua latitude tropical. Também chamadas de florestas estacionais tropicais, esses ecossistemas dependem da seca cíclica para acelerar a perda das folhas. As florestas decíduas tropicais são encontradas em países ao redor do mundo e hospedam uma variedade extraordinária de espécies de animais e plantas diferentes.

Outras pessoas estão lendo

Norte do México

Desde o Arizona, nos Estados Unidos, até o coração do Estado de Sonora, México, a floresta decídua tropical do norte deste país cobre uma área imensa rica em espécies de animais e plantas. A floresta, dominada e definida por espécies arbóreas como a junípero casca-de-jacaré (Juniperus deppeana) e o carvalho mexicano (Quercus tarahumara), inclui também uma variedade de plantas suculentas perenes distintas, como o sabueso (Pachycereus pringlei). O sabueso, a espécie de cacto mais alta do mundo, pode crescer até 18 metros de altura em circunstâncias ideais. Várias espécies de animais, como o bassarisco (Bassariscus astutus) e o caititu (Tayassu tajacu) prosperam na floresta decídua tropical do norte do México, em conjunto com espécies de aves ameaçadas, como o surucuá orelhudo (Euptilotis neoxenus).

Madagascar

Já dominada por uma floresta decídua tropical, a costa oeste de Madagascar é rica em muitas espécies endêmicas de plantas e animais. Definida pela presença de espécies arbóreas como o baobá de Grandidier (Adansonia grandidieri), a bontaka (Pachypodium baronii) e a flor-do-paraíso (Delonix regia), a floresta é o lar de muitas espécies de lêmures, incluindo o sifaka-de-coroa-dourada (Propithecus tattersalli). É uma das menores espécies de sifaka e só foi descoberto em 1974. Um de seus predadores comuns, o fossa (Cryptoprocta ferox), é o maior carnívoro predador em Madagascar. Ele habita as florestas decíduas tropicais ao redor da ilha, competindo com a águia-do-mar (Haliaeetus vociferoides) por presas. Uma vez comum ao longo da costa oeste, hoje esta espécie de águia é rara em sua área nativa.

Índia Central

Faixas fragmentadas de florestas decíduas tropicais ainda existem ao longo da Índia Central, apesar de terem sido exploradas por madeira e comida por muito tempo. A floresta, composta de espécies como a Shorea robusta, o kino da Índia (Pterocarpus marsupium) e o jambo (Syzygium cumini), fornece hábitat rico para muitas espécies de animais, entre elas o urso-beiçudo (Ursus ursinus), o antílope-de-quatro-cornos (Tetracerus quadricornis) e o cão-selvagem-asiático (Cuon alpinus). Grandes e desengonçados, os ursos-beiçudos são uma espécie incomum conhecida por seus pelos longos e marcas brancas no peito. Alimentam-se principalmente de cupins e mel e não possuem os dentes da frente, podendo sugar com maior facilidade os cupins de suas colmeias.

O antílope-de-quatro-cornos vive em conjunto com o urso-beiçudo e é uma espécie de antílope diminuta, conhecida por sua capacidade de desenvolver quatro cornos. É uma presa comum para o cão-selvagem-asiático, uma espécie de canídeo incomum encontrada em toda Ásia. São atarracados e de baixa estatura e lembram, superficialmente, um cão doméstico. Porém, são predadores ferozes.

Nova Caledônia

Uma floresta decídua tropical pouco conhecida recobre grande parte da ilha Nova Caledônia, no Pacífico Sul. Localizada na costa leste da Austrália, sua floresta é dominada por cinco espécies de faia (Nothofagus spp.), um gênero de faias encontradas somente no hemisfério sul. Além dessas espécies, outras como Pandanus tectorius e a cicadófita (Cycas circinalis) são encontradas ao longo das encostas das montanhas e vales da ilha. A ilha não abriga mamíferos terrestres, mas existe uma vasta variedade de morcegos que lá prosperam, incluindo as raposas voadoras da Nova Caledônia (Pteropus vetulus). Uma vez abundantes na ilha, hoje elas estão ameaçadas devido à competição e predação por espécies introduzidas. Outra espécie endêmica e incomum da ilha é a lagartixa gigante (Rhacodactylus leachianus), a maior espécie de lagartixa do mundo. Passando dos 30 cm de comprimento, é uma espécie indescritível que habita os dosséis altos da floresta.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível