Que animais possuem cascos fendidos e ruminam?

Escrito por melissa bell | Traduzido por evelin beatriz
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Que animais possuem cascos fendidos e ruminam?
Ovelhas são animais que possuem cascos fendidos e ruminam (BananaStock/BananaStock/Getty Images)

No judaísmo, o kashrut é o conjunto de leis que regem a dieta e a preparação dos alimentos. O alimento que está em conformidade com a lei é considerado kosher, uma palavra derivada da pronúncia Ashkenazi do hebraico kasher, que significa "encaixar". O kashrut determina que certos animais terrestres, especificamente aqueles que têm os cascos fendidos e ruminam, estão aptos ao consumo humano. Descrições de leis dietéticas kosher e exemplos de animais aceitáveis como alimento ​​podem ser encontrados nos livros bíblicos do Levítico e Deuteronômio.

Outras pessoas estão lendo

Definições

Na terra de Kosher, os animais ruminam e possuem cascos fendidos. Um animal ruminante tem vários estômagos, que digerem alimentos à base de plantas, neutralizando-os em seu primeiro estômago, então regurgitando a comida (agora conhecida como rumina) para mastigá-la novamente. Os cascos fendidos são divididos em dois dedos do pé. Com essas restrições, os camelos, que mastigam rumina mas não tem casco fendido, não seriam kosher, nem porcos, que têm os cascos fendidos, mas não mastigam rumina.

Animais especificamente referenciados

Deuteronômio 14:4-8 menciona especificamente um número de animais considerados ritualmente puros ou kosher. Entre esses animais estão gazelas, bois, veados, ovelhas, antílopes e cabras. Também são mancionadas várias criaturas cujos nomes são difíceis de traduzir. Entre estes estão o the'o, que tem sido variadamente traduzido como "cabra selvagem" ou "boi selvagem", e o pygart ou dishon, que pode ser um íbex. A lista de animais incluídos em Deuteronômio é exaustiva.

Animais ambíguos

A tradição estabelece regras para determinar se um animal estranho pode ser considerado kosher ou não, simplesmente com base na sua aparência. O Talmud afirma que animais sem dentes superiores seriam considerados um provável ruminante e, portanto, ritualmente puro, uma exceção a isso seria o camelo, que rumina, mas não tem cascos fendidos.

Evoluindo o pensamento

Ao longo dos séculos, à medida que mais animais foram descobertos, as autoridades rabínicas tiveram que determinar como a lei dietética kosher aplica-se; girafas foram declaradas kosher apenas recentemente, em 2008. O bisão já havia sido objeto de debate, mas a União Ortodoxa declarou permissível, e sua carne está disponível em muitos restaurantes kosher.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível