Mais
×

O que fazer quando meu animal de estimação ingere veneno de rato?

Atualizado em 17 abril, 2017

Quando um cão ingere veneno de rato, é ideal levá-lo a um veterinário ou a uma clínica de emergência o mais rápido possível para aumentar suas chances de sobrevivência, principalmente se os donos não tiverem certeza de quanto tempo se passou desde que o cão ingeriu veneno. No entanto, existem maneiras de tratar esse problema em casa, dependendo de quanto tempo se passou desde que o animal ingeriu o veneno de rato.

Veneno de rato pode matar outros animais (poison symbol image by patrimonio designs from Fotolia.com)

Tratamento imediato

Se passaram-se algumas horas depois do cão ter ingerido veneno de rato, dê-lhe 2 colheres de chá de água oxigenada para induzir o vômito. Para cães menores (menos de 15 quilos), tente diminuir a dose para 1 colher de chá. Dê-lhe na boca usando uma colher ou use uma seringa.

Desse ponto em diante, dê-lhe vitamina K (aproximadamente 5 miligramas por quilo de peso corporal), duas vezes ao dia durante as próximas três semanas para ajudar a garantir a saúde de longa duração. Administre com uma seringa.

Após duas horas

Se o veneno de rato tiver sido ingerido mais de duas horas antes, mas inferior a 12 horas, dê ao cão carvão ativado (1 a 2 colheres de chá, dependendo do tamanho do animal). Isso ajudará a evitar a hemorragia interna causada pelo veneno, e ajuda a retardar a absorção do veneno no sistema do cão. Carvão ativado, um típico tratamento para a intoxicação, pode ser administrados em forma líquida através de uma colher ou de uma seringa.

Após dois dias

Caso tenha passado mais de dois dias desde que o veneno de rato foi ingerido, dê ao cão vitamina K (cerca de 5 miligramas por quilo de peso corporal) com uma colher ou seringa. Em seguida, leve-o ao veterinário mais próximo ou clínica de de emergência o mais rápido possível.

O veterinário pode induzir uma transfusão de plasma para ajudar na coagulação do sangue, pois isso diminui o sangramento interno que o veneno de rato causa. Em casos mais graves, o veterinário pode submeter o animal a uma transfusão de sangue além dos líquidos intravenais.

Cite this Article A tool to create a citation to reference this article Cite this Article