Antissepsia da pele com clorexidina

Escrito por mike charmaine | Traduzido por angela spada
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Antissepsia da pele com clorexidina
A clorexidina é um composto que possui massivas propriedades antissépticas (Photos.com/Photos.com/Getty Images)

A clorexidina é um composto que possui enormes propriedades antissépticas. É vista como altamente eficaz na eliminação de células bacterianas gram-positivas e gram-negativas. Além disso, interrompe o crescimento de bactérias pela recombinação de suas informações genéticas para produzir propriedades bacteriostáticas eficazes. Embora as pesquisas ainda estejam em andamento, há sinais gerais sugerindo que a clorexidina mostra alguma atividade inibitória de certas cepas de vírus. Suas propriedades antissépticas cutâneas são muito úteis também na área veterinária.

Outras pessoas estão lendo

Tipos de infecções por microrganismos

A atmosfera contém vários tipos de microrganismos. Na lista, o primeiro grupo é o de bactérias prejudiciais. Muitas doenças bacterianas são abundantes na sociedade e, algumas delas, podem ser recorrentes e refratárias. O segundo grupo é o dos vírus. O terceiro e quarto grupos compreendem os protozoários e os fungos. Precisamos de proteção contra esses ataques patogênicos que podem induzir graves infecções e doenças. O uso do antisséptico cutâneo clorexidina protege-nos contra os microrganismos infecciosos.

Clorexidina como antisséptico e suas características

Qualquer medicamento que dê proteção coletiva contra bactérias, vírus, protozoários e fungos é chamado de antisséptico. A Clorexidina é considerada um dos melhores. É bem conhecida e há muito tempo considerada confiável pelos médicos, além de contar com a comprovação de registros clínicos. A clorexidina abrange um amplo espectro. É normalmente aplicada nas áreas infectadas pelo menos duas ou três vezes ao dia. Age como um detergente contra os patógenos e ajuda a manter uma condição estéril temporária.

Proteção proporcionada pela clorexidina

A clorexidina pode produzir desinfecção concomitante. Pode ser usada em um paciente, logo após a retirada de materiais infecciosos de seu corpo ou de uma cirurgia, como medida protetora imediata. É usada igualmente na desinfecção terminal. Protege o paciente contra futuras infecções. Juntamente com suas propriedades preservativas, é um componente básico em enxaguatórios orais e agentes de limpeza da pele. A clorexidina é segura e amigável à pele. São praticamente desconhecidos os casos de irritação local ou de alergias cutâneas com o uso de clorexidina.

Apresentação da clorexidina

O modo de apresentação da clorexidina é muito flexível. Pode ser usada como loção ou pomada antisséptica, ou ainda como sabão desinfetante. Muitos profissionais de saúde usam esse sabão após realizar o exame rotineiro de pacientes. A clorexidina age como um desinfetante de superfície e sua base geralmente é o álcool, que lhe confere uma qualidade adicional de desinfecção. Observa-se que a clorexidina não deixa uma sensação muito gordurosa e seca na pele logo após a aplicação.

limitações da clorexidina

A clorexidina proporciona ampla cobertura, mas sua penetração não é muito elevada. É necessária uma cobertura antimicrobiana específica adicional nas condições graves. Além disso, possui certos efeitos colaterais quando usada sem cuidados. As instruções gerais advertem o usuário sobre a aplicação perto dos olhos, nariz e orelhas. Até no caso do uso em animais, as aplicações perto dos olhos e orelhas são efetuadas com muito cuidado com soluções, cujo conteúdo de clorexidina é inferior a 0,04% .

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível