Sinais de herpes labial em bebês

Escrito por sarah valek | Traduzido por bruno manuel silva morais
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Sinais de herpes labial em bebês
O vírus do herpes labial permanece no corpo por toda a vida (Erika Arlene Enriquez)

O herpes labial se manifesta a partir de pequenas feridas avermelhadas causadas pelo vírus herpes simplex (HSV) tipo 1. Os bebês raramente as têm nos primeiros seis meses devido aos anticorpos que recebem da mãe. Essas feridas são facilmente tratadas, mas o vírus não — ele permanece no organismo por toda a vida.

Outras pessoas estão lendo

Identificação

O herpes labial é semelhante em bebês e em adultos. As feridas podem aparecer individualmente ou em grupo, geralmente em cima ou ao redor dos lábios do bebê. Essas pequenas bolhas cheias de líquido são caracteristicamente avermelhadas na base. Poucos dias depois de aparecerem, as bolhas secam, ficam duras e começam a encrostar. Além disso, elas podem coçar.

Equívocos

Bolhas ou inchaços no rosto do bebê podem não ser herpes labial. Os bebês também são propensos a espinhas, que normalmente são pontos protuberantes brancos e vermelhos, e a cistos queratinosos, com os quais os bebês muitas vezes já nascem. As aftas, também confundidas com herpes labial, são feridas individuais na língua ou no interior das bochechas. Entre em contato com um pediatra se você vir uma ferida ou um inchaço suspeito em seu bebê para ter certeza. O pediatra coletará uma amostra da ferida para examinar e ter certeza de que é realmente herpes labial, e não outra doença.

Outro equívoco é pensar que o herpes labial é causado pelo mesmo agente etiológico da doença sexualmente transmissível. Na verdade, a DST é causada pelo HSV tipo 2, não tipo 1.

Prevenção e solução

Os bebês contraem herpes labial através do contato com uma pessoa infectada. Se você tiver herpes labial visível, pode passar a seu bebê o vírus HSV tipo 1 compartilhando talheres, bebendo no mesmo copo ou até dando beijos. Tente manter o bebê longe de suas áreas infectadas até que a ferida desapareça. Além disso, você pode dar ibuprofeno ou paracetamol ao seu filho ou aplicar gelo na área infectada.

Progressão da doença

O herpes labial geralmente dura de sete a dez dias, mas o vírus permanece na pessoa por toda a vida. O vírus pode permanecer latente e nunca se manifestar — algumas pessoas com HSV tipo 1 nem sequer percebem que carregam o vírus, porque não mostram nenhum sintoma. Em outros casos, o vírus pode agir de vez em quando e causar herpes labial. Exposição ao sol, estresse e febre muitas vezes provocam o aparecimento das feridas. Geralmente, elas começam com uma sensação de formigamento. Febre e inchaço podem ocorrer durante o primeiro surto de herpes em seu bebê.

Aviso

O herpes labial é raro em crianças pequenas, especialmente em bebês com menos de três meses de idade. Leve seu filho ao médico o mais rapidamente possível se ele tiver menos de três meses e você notar qualquer tipo de ferida ao redor ou sobre seus lábios. Em recém-nascidos, o inofensivo vírus HSV tipo 1 pode afetar o cérebro e outros órgãos, possivelmente resultando em graves sequelas, permanentes ou fatais. Chame um médico imediatamente se você notar feridas nos olhos ou nas pálpebras do seu bebê.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível