×
Loading ...

Aprenda a escrever uma história de detetive

Atualizado em 17 abril, 2017

Desde que Edgar Allan Poe criou o primeiro detetive, as histórias de detetives têm sido um pilar na literatura. Embora nas primeiras histórias, havia frequentemente um grupo de sabujos amadores tentando encontrar o assassino, contos posteriores introduziram o investigador privado durão. Para qualquer um que deseje aprender a fórmula de como escrever no gênero de mistério, as histórias de detetives nos oferecem uma guia a seguir.

Instruções

Escreva um conto de mistério com esta fórmula tradicional (lupe image by mangia from Fotolia.com)

    Escrevendo sua história de detetive

  1. Introduza o crime. Ele deverá ser apresentado nos primeiros três capítulos, já que é a base de toda a história e o objeto ao redor do qual gira o enredo principal. Você pode fazer um capítulo ou dois como um fundo ou preparação ao crime, mas se você colocá-lo muito tarde, o leitor rapidamente perderá o interesse.

    Loading...
    Descreva o crime nos três primeiros capítulos. (a gun image by timur1970 from Fotolia.com)
  2. Introduza o detetive. Geralmente, a vítima ou alguém próximo a ela chama o detetive, que é um investigador particular, e pede a ele que investigue o crime. O detetive é comumente um homem de meia idade cínico, precipitado, difícil de lidar e, ainda assim, possuidor de uma mente lógica e com um brilhantismo que causa inveja aos outros personagens. O detetive também deve ter um hábito ruim e vicioso, como a bebida ou o cigarro. Se o detetive não é um investigador particular, mas um amador, então é provável que será um personagem principal que se encontrou no meio do crime que exibe as mesmas características.

    Introduza o detetive. (crime examination (investigation) image by stassad from Fotolia.com)
  3. Introduza os principais suspeitos e o antagonista. Todos os suspeitos deverão ser apresentados no início da história, logo depois que o crime tenha sido cometido e o detetive foi introduzido, para que o leitor possa tentar adivinhar quem é o culpado. Os principais suspeitos normalmente têm uma personalidade irritante ou hábitos destrutivos que causam especial antipatia por parte do leitor.

    Os principais suspeitos geralmente têm personalidades irritantes ou causam antipatia. (empreinte main image by iHiT from Fotolia.com)
  4. Mantenha o leitor no escuro. Se o leitor soluciona o crime antes do fim da história, ele acabará considerando o livro simplório e não desafiador. Não permita que o leitor considere quem são os suspeitos ou o antagonista. Dê a ilusão de que os personagens estão vivendo suas vidas fora das páginas, para que o leitor tente adivinhar o que estão fazendo quando o detetive não está por perto.

    Crie uma história desafiadora pra prender o interesse do leitor até o fim. (Detective image by Aliaksandr Zabudzko from Fotolia.com)
  5. Dê pistas. Mesmo que você esteja deixando o leitor no escuro, também deverá entregar pistas para que ele possa tentar adivinhar quem cometeu o crime e de que forma ele foi cometido. Se o final chega completamente do nada, os leitores se sentirão trapaceados, tornando importante que o autor forneça apenas suficiente informação para que eles tentem solucionar o mistério sem que tenham o suficiente para fazê-lo.

    Dê pistas, para instigar o leitor a tentar adivinhar o culpado. (smoking man image by Troshyn from Fotolia.com)
  6. Crie um cenário perigoso para o detetive. Antes do final da história, o detetive normalmente está em perigos mortais por causa do antagonista. Uma vez que o detetive descobre quem cometeu o crime, o antagonista tenta assassiná-lo ou prepara uma armadilha. O detetive deve escapar da armadilha ou derrotar o antagonista, para que possa, afinal, revelar aos outros principais suspeitos quem realmente cometeu o crime.

    Crie um cenário perigoso para o detetive. (Spitzel image by Margarete Kelm from Fotolia.com)
  7. Faça com que o detetive solucione o crime. Ele o fará usando dedução lógica, e não através de uma coincidência, ocorrência sobrenatural ou um acidente. O brilhantismo de sua mente deve ser exposta ao leitor com sua habilidade de tomar as distintas pistas e conectá-las em uma peça.

    Faça com que o detetive solucione o mistério, conectando as pistas. (handcuffs image by William Berry from Fotolia.com)
  8. Responda todas as perguntas deixadas em aberto. Evite deixar o leitor imaginando o que aconteceu em determinado instante, assegurando-se de que, no final da história, tudo foi devidamente explicado. O leitor deve terminar a história sentindo-se satisfeito pela conclusão, e não confundido por ela.

    O leitor deve terminar a história sentindo-se satisfeito pela conclusão. (book image by Pali A from Fotolia.com)
Loading...

Referências

Loading ...
Loading ...