Como aprimorar a postura e a movimentação dos pés no box

Escrito por john albers | Traduzido por renan cavalcanti sobreira
Como aprimorar a postura e a movimentação dos pés no box
Jim Corbett, um lutador peso-pesado extremamente rápido, revolucionou o boxe na virada do século XX (Digital Vision/Digital Vision/Getty Images)

Algumas pessoas estão pouco familiarizadas com o esporte e não percebem as complexidades do boxe. Grande parte delas assiste boxe na televisão para ver lutas por títulos da categoria dos pesos-pesados, gerando, dessa forma, uma concepção errônea da luta. Na categoria de peso-pesado, os dois lutadores são tão fortes que apenas um soco bem colocado é suficiente para terminar o combate. Além disso, devido ao fato desses socos serem tão fortes quanto um bola demolidora, eles são capazes de cansar os atletas rapidamente. Assim, a maioria das pessoas pensa que a força é o mais importante na luta, o que não é uma verdade absoluta. No final do século XIX, o boxe sem luvas -- o percussor do boxe moderno -- envolvia dois competidores frente a frente trocando golpes. A inovação de um jovem, conhecido como “cavalheiro” Jim Corbett, mudou o cenário do esporte para o que é hoje. Ele tinha os pés leves como plumas, que esquivavam e se deslocavam de um lado para outro para escapar dos socos e, em seguida, ele regressava para atingir o oponente. Durante a luta, ele também mantinha uma postura diferente da habitual; hoje em dia, a movimentação dos pés e a postura adotada por Corbert são modelos para o boxe contemporâneo. Para esse efeito, segue, abaixo, um guia de como aprimorar a postura e os jogos de pés ao treinar boxe.

Instruções

    Aprimorando a postura

  1. 1

    Inicie focando na sua postura. Para fazer isso, vista as luvas e fique de frente ao espelho. Curve levemente os joelhos e mantenha as pernas afastadas de acordo com a largura dos ombros. Posicione o seu pé esquerdo um pouco para frente do direito e distribua o peso igualmente sobre os dois pés. O pé direito deve apontar para a direita de forma que fique quase perpendicular ao espelho; o seu pé esquerdo não deve apontar diretamente para o espelho, mas um pouco para a direita, de forma que se uma linha reta fosse traçada, as pontas dos pés não encontrariam com o espelho. O posicionamento dos pés é de suma importância, pois ele determinará como você se apresenta para o seu oponente. Com os pés posicionados como descrito a cima, você precisará girar o seu tronco superior levemente para a esquerda para ficar de frente ao espelho. Essa posição é ideal, porque ela permitirá uma grande mobilidade em torno do outro lutador, assim como a habilidade de criar mais força para o soco desviando a cintura conforme você balança o corpo.

  2. 2

    Mantenha a coluna ereta, evitando curvá-la (um erro bastante comum). Quando você mantém a coluna reta, você fica mais bem equilibrado, permitindo, também, que o seu braço a se estenda mais para que o alcance dos murros sejam maiores. Proporcione maior proteção ao rosto curvando os ombros para cima.

  3. 3

    Levante os punhos fechados para que os antebraços e mãos formem proteções verticais em frente ao rosto e peitoral. No espelho, as únicas partes do seu rosto que precisam ser vistas sobre a luvas são os olhos e a testa. Também não mostre parte de trás das mãos ao espelho, mas, sim, as palmas opostas aos dedões.

  4. 4

    Reforce a hipótese e manutenção dessa postura simulando socos em frente ao espelho. Esses golpes não devem ser nada de mais, exigindo apenas que os seus braços sejam esticados completamente para frente. Continue o movimento até que o seu braço tenha alcançado a extensão total imediatamente após ter quase tocado o espelho. Sem mexer os pés, perceba que apenas os posicionamentos dos ombros e das costas podem afetar a distância do murro. Portanto, socar constantemente um ponto fixo, exatamente na mesma distância, ajuda no desenvolvimento da memória do músculo, para que você assuma essa postura imediata e automaticamente no futuro.

    Praticando a movimentação dos pés

  1. 1

    Vista as luvas e aproxime-se do saco. Nesse exercício, você poderá se beneficiar bastante com a ajuda de um amigo ou parceiro de treino, que deve ficar em pé atrás do saco e segurá-lo para que ele não balance a cada murro.

  2. 2

    Assuma a postura e pratique os socos como se estivesse lutando contra um oponente de verdade. Peça para seu parceiro balançar um braço aleatoriamente de um lado para outro do saco ou para golpear sua cabeça com o outro braço. Também deixe que ele dê instruções para se afastar ou aproximar-se do oponente.

  3. 3

    Esquive-se de um soco vindo da direita desviando o seu pé esquerdo e deslocando rapidamente o direito para o lado. Isso impulsionará seu corpo firmemente para a direita enquanto você mantém a postura. Reaja de um soco vindo da direita deslocando o seu pé direito e estendendo o esquerdo, imitando o primeiro movimento. Esses são os métodos mais básicos e importantes para esquivar de um soco no boxe.

  4. 4

    Reaja aos comandos de afastamento do seu parceiro saltando para trás com o seu pé direito deslocando o seu corpo. Mantenha o dedão do pé esquerdo no chão enquanto retorna, pois, dessa forma, você sempre terá um apoio e conseguirá reagir ao oponente prontamente.

  5. 5

    Avance pulando com o pé esquerdo e puxando pé direito. Repita esses passos na ordem mais adequada para a situação, até que você tenha incorporado esses movimentos.

Dicas & Advertências

  • Essas instruções são para lutadores destros. Se você for canhoto, simplesmente troque as posições da esquerda e direita sugeridas nesse guia.

O que você precisa?

  • Luvas de boxe
  • Saco de boxe
  • Ajuda para treinar
  • Espelho que seja possível ver todo o corpo

Lista completaMinimizar