Como fazer uma armadilha para pardais

Escrito por julie hampton | Traduzido por rodrigo castilhos
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como fazer uma armadilha para pardais
Pardal silvestre (http://www.flickr.com/photos/mikebaird/2232004154/)

A ave canora mais abundante da América do Norte é o pardal, segundo a Sociedade Norte-Americana de Aves Canoras. Ele é conhecido por seus métodos inteligentes de construir ninhos. Por serem considerados predadores e pragas dos pássaros nativos da América do Norte, eles não estão sob a jurisdição das diretrizes federais - é permitido remover e destruir esses pássaros e seus ninhos.

Nível de dificuldade:
Moderado

Outras pessoas estão lendo

O que você precisa?

  • Gaiola grande com dois compartimentos
  • Alicate
  • Caixas de nidificação
  • Faca ou serra
  • Arame
  • Madeira clara ou papel
  • Um pardal como isca para atrair os pardais silvestres
  • Comida
  • Água

Lista completaMinimizar

Instruções

  1. 1

    Pegue um grande número de pássaros com uma arapuca. Use uma gaiola grande que tenha dois compartimentos separados - um para os pardais como isca viva e outro para os pardais recém-capturados. Deve haver aproximadamente 10 pardais vivos na gaiola, bem como comida e água para atrair um pardal silvestre. As arapucas funcionam bem quando há uma superpopulação inicial e de forma contínua.

  2. 2

    Corte duas ou três aberturas na gaiola sobre a área do pardal silvestre usando um alicate. Use caixas de nidificação, corte seu fundo com uma serra ou uma faca e substitua-o por madeira clara ou papel que não suporte o peso de um pássaro. A madeira clara pode ser colocada sobre uma dobradiça com uma tampa que abra sob pressão e volta à posição normal quando não há nenhuma ave na gaiola.

  3. 3

    Coloque as caixas de nidificação alteradas em cada uma das aberturas cortadas na gaiola. As caixas de nidificação podem ser fixadas usando arame. Cada uma delas terá um alçapão que se soltará quando o pardal entrar na caixa. O pássaro cairá dentro da gaiola abaixo.

  4. 4

    Verifique as gaiolas diariamente para assegurar-se de que há comida e água suficientes. Certifique-se de que não haja aves canoras nativas junto com os pássaros presos. Monitore comportamentos agressivos entre os pardais.

Dicas & Advertências

  • Os pardais capturados só devem ser sacrificados usando métodos humanos aprovados pela Associação de Medicina Veterinária estadunidense. Muitos métodos devem ser aprendidos adequadamente. Os pássaros vivos podem ser doados ocasionalmente para resgates de animais e centros de reabilitação da vida selvagem para serem usados como alimento às cobras, raposas e outros animais. Recomenda-se o sacrifício dos animais, já que, se forem soltos na natureza, continuarão com os hábitos predatórios e de destruição das aves canoras.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível