Artéria umbilical única e os riscos da gravidez

Escrito por contributing writer | Traduzido por marcella narvaes
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Artéria umbilical única e os riscos da gravidez
Esse tipo de cordão é um problema para o bebê e para a mãe (Image by Flickr.com, courtesy of zeev72)

O cordão umbilical é o que mantém o bebê vivo durante a gravidez. Quando ele nasce, não é mais necessário para a vida. O cordão é normalmente cortado imediatamente depois do nascimento. Um cordão umbilical único (que possui apenas uma artéria e uma veia) significa uma gravidez de alto risco para a mãe. Esse cordão também pode apresentar problemas para o bebê depois do nascimento.

Outras pessoas estão lendo

Queda

O cordão umbilical permanecerá ligado ao bebê por várias semanas depois do nascimento. Ou o médico poderá cortar ou cairá sozinho depois de seco.

Complicações

As complicações do cordão umbilical incluem sangramentos na ponta, secreção de pus, dor e inchaço ao redor do cordão e barriga.

Artéria umbilical única

Um cordão umbilical com uma artéria pode ser uma preocupação para o bebê e para a mãe, pois os nutrientes podem não ser capazes de alcançar o bebê. Contudo, quando o bebê nascer, o médico não cortará o cordão até que esteja completamente vazio e sem pulso.

Problemas depois da gravidez

Um bebê que tem esse tipo de cordão durante a gravidez pode ter problemas depois do nascimento. Esses bebês podem ter músculos abdominais enfraquecidos e um tratamento pode ser necessário.

Aviso

Se estiver preocupado com o cordão umbilical do seu filho durante a gravidez, procure aconselhamento médico.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível