Azulejo decorativo italiano feito à mão

Escrito por janet bayers | Traduzido por marcos vinicios de araújo barros
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • E-mail

A Itália liderou a criação e decoração de azulejos como atividade industrial desde a Idade Média. Esse país produz cerca de 40% do comércio mundial de azulejo decorativo. Lá, as empresas vão de pequenos ateliês a grandes fábricas que produzem em quantidades comerciais. Os azulejos artesanais variam de simples designs de cor branca com revestimento rústico terracota a modelos complexos pintados à mão com padrões geométricos em tons primários brilhantes.

Outras pessoas estão lendo

História

As pessoas têm usado azulejo em construções por séculos. Na Idade Média, os italianos começaram a usar aqueles feitos à mão para decorar as paredes e pisos dos centros religiosos e prédios públicos. A maioria era majólica, um artesanato local. Influenciados pelos designs dos azulejos islâmicos e árabes, as peças italianas feitas à mão se tornaram um meio privilegiado para a arte religiosa em 1400. Esse tipo de artesanato teve outro momento de popularidade durante o período Art Déco do início do século 20.

Tipos

Os azulejos majólica são biocottura, significa que eles são queimados duas vezes, uma vez antes de o esmalte ser aplicado e outra vez em seguida. Os azulejos de majólica são pintados à mão com desenhos nos poros e os de barro coloridos feitos por prensagem. Os azulejos monocottura já são queimados com o esmalte. O tipo terraglia é esmaltado e queimado duas vezes e o clinker não é esmaltado e é queimado somente uma vez. O porcelanato frequentemente não é esmaltado, mas a argila é tingida com pigmentos.

Utilidade

Os azulejos mais finos produzidos pelo processo de monoqueima são mais fortes que os de biqueima e, geralmente, são utilizados para pisos. Os azulejos decorativos de biqueima são vistos em diferentes pontos nos arredores da cozinha, em mesas, ao redor das lareiras, nos banheiros e como murais. Os de formato retangular são frequentemente assentados em degraus de escadas ou piso "soleiras".

Onde encontrar

Pequenos ateliês, como o Ghenos na Sicília, fundado por dois irmãos, oferece azulejos bem cuidados, pintados à mão e que lembram desenhos barrocos. A coleção Restauro da Surrena Tiles em Lazio usa cores e desenhos de 1800 provindos da Toscana, Umbria e Lazio para dar um toque de antiguidade aos azulejos para uso em aplicações rústicas. Designs mais contemporâneos em cores brilhantes são oferecidos pela ND Dolfi Ceramiche, uma empresa familiar onde a arte tem sido transmitida por gerações.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível