Baixa contagem de plaquetas durante a gravidez

Escrito por pedro santos
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Baixa contagem de plaquetas durante a gravidez
A maior parte dos casos de baixa contagem de plaquetas durante a gravidez é normal (Jupiterimages/Pixland/Getty Images)

Durante a gravidez, o corpo feminino passa por uma série de modificações para estar devidamente preparado para dar à luz. Alterações hormonais, mudanças bruscas de humor e aumento do fluxo sanguíneo são alguns elementos presentes durante o ciclo de gravidez. Outro sintoma está relacionado com a baixa contagem de plaquetas. Durante o período da gestação, é comum que a contagem de plaquetas caia um pouco. A maior parte dos casos não gera preocupação, mas é importante ficar de olho na contagem de plaquetas para verificar se está tudo correndo bem com o decorrer dos meses. Esse controle deve ser feito a partir da orientação do seu médico.

Outras pessoas estão lendo

A função das plaquetas

As plaquetas nada mais são do que células especiais responsáveis por cessar o sangramento de um vaso sanguíneo que foi rompido, isto é, elas atuam no processo de coagulação do sangue. Funcionam como um tampão que retém o sangramento. Uma contagem de plaquetas ideal vai de 150 a 450 mil. Algumas doenças, como dengue ou leucemia, fazem com que esse número caia drasticamente. Com poucas plaquetas, nosso organismo possui mais risco de ter hemorragias, sobretudo se a contagem chega a menos de 10 mil plaquetas.

Maior volume de sangue

Como o corpo da mulher grávida é estimulado a produzir mais plasma e sangue, o número de plaquetas naturalmente cai. Isso porque, com mais sangue correndo pelas veias do corpo, o número de plaquetas se dissolve. Estima-se que o volume de sangue aumente em quase 50% durante a gravidez. Por isso, a concentração de plaquetas por microlitro vai baixar e, consequentemente, a contagem de plaquetas será reduzida. Mas só é preciso se preocupar caso a contagem seja inferior a 50 mil plaquetas. Nesse caso, algo está errado e você deve pedir orientação ao seu médico para evitar qualquer problema.

Sintomas

Se o número de plaquetas estiver excessivamente baixo, o corpo demora mais tempo para coagular o sangue de pequenos cortes ou contusões. No caso da mulher grávida, a baixa contagem de plaquetas, quando excessiva, poderá prejudicar o parto, já que ela poderá perder muito sangue durante o nascimento do bebê. Em casos de baixíssima contagem de plaquetas, o corpo apresenta sintomas como pequenas bolhas de sangue no interior da bochecha e sangramento na urina ou fezes.

Tratamento

Um simples exame de sangue diagnostica a baixa contagem de plaquetas. O tratamento inclui alimentos mais saudáveis, além da ingestão de líquidos e de proteínas que podem estimular o corpo a produzir mais plaquetas. Em casos extremos, é recomendada a transfusão de plaquetas. O mais importante é sempre procurar ajuda profissional e realizar consultas periódicas com o seu médico de confiança. Evitar quaisquer tipos de auto-medicação também é uma regra de ouro para uma gestação saudável e livre de problemas.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível