Como fazer o balanço final de contabilidade?

Escrito por david barnes | Traduzido por ernani augustus
Como fazer o balanço final de contabilidade?
Entendendo lançamentos contábeis (Hemera Technologies/AbleStock.com/Getty Images)

Ao término de um ano fiscal, todas as contas transitórias são fechadas para o balanço final. Esses lançamentos de fechamento permitem que a empresa reveja sua posição financeira ao fim de um ano e prepare seus livros para começar um novo ano fiscal. Contas transitórias incluem rendimentos, gastos e patrimônio líquido temporário, como distribuições a proprietários e dividendos pagos. A maioria dos softwares contábeis realizam esses lançamentos de encerramento automaticamente, mas é importante entender o processo.

Instruções

  1. 1

    Estabeleça uma conta transitória recapitulativa de rendimentos. O saldo nesta conta será usado para fechar o rendimento líquido da conta de patrimônio da empresa. Em uma sociedade, a conta de patrimônio é conhecida como ganhos retidos; em uma sociedade limitada e em uma parceria, é chamada patrimônio líquido. Como outras contas temporárias de rendimentos e gastos, a conta recapitulativa de rendimentos terá balanço zero, uma vez que todos fechamentos são feitos.

  2. 2

    Feche todas as contas de rendimentos para a recapitulação debitando um valor igual aos seus saldos de crédito e creditando o mesmo valor na conta recapitulativa. Por exemplo, se uma conta de rendimentos tem um saldo de crédito de R$ 200.000, o fechamento será um débito de R$ 200.000 nesta conta e um crédito na conta recapitulativa de R$ 200.000. Se houver mais de uma conta de rendimentos, você pode fazer um lançamento composto. Por exemplo, se uma conta para venda de bicicletas tem um saldo de crédito de R$ 50.000, a conta de venda de triciclos tem um crédito de R$ 25.000 e a de vendas de monociclo têm um crédito de R$15.000, o fechamento seria: um débito de R$ 50.000 para venda de bicicletas, um débito de R$ 25.000 para venda de triciclos, um débito de R$15.000 para venda de monociclos e um crédito de R$ 90.000 na conta recapitulativa.

  3. 3

    Faça fechamentos para cada conta de gastos. Contas de gastos geralmente têm um saldo de débitos, portanto o fechamento será um crédito na conta de gastos e um débito na conta recapitulativa. Por exemplo, se a conta de gastos de escritório tem um saldo de débito de R$1.475, o fechamento seria um crédito de R$ 1.475 nesta conta e um débito de R$ 1.475 na conta recapitulativa. Uma vez que todos as contas de rendimentos e gastos são fechadas na conta recapitulativa, o saldo final nesta conta será o rendimento líquido da empresa para o ano fiscal.

  4. 4

    Crie um lançamento para transferir o saldo da conta recapitulativa para o patrimônio da empresa. Por exemplo, se o rendimento líquido de uma sociedade para o ano é de R$ 45.000, o fechamento será um débito de R$ 45.000 na conta recapitulativa e um crédito de R$ 45.000 nos ganhos retidos. Ao fim deste processo, os saldos em todas as contas transitórias de rendimento, contas de gastos e conta recapitulativa deverão ser zero.

  5. 5

    Feche todas as contas de patrimônio temporário diretamente nas contas de patrimônio permanente. Por exemplo, se a empresa é uma parceria com dois parceiros iguais e cada um deles recebeu uma distribuição de R$ 15.000, a conta de patrimônio temporário (denominada distribuições a parceiros) terá um saldo de débito de R$ 30.000 ao fim do ano fiscal. O fechamento será um crédito nas distribuições a parceiros de R$ 30.000, um débito na conta de patrimônio do parceiro A de R$ 15.000 e um débito na conta de patrimônio do parceiro B de R$ 15.000. Todas as contas de patrimônio temporário devem ter saldos nulos quando os fechamentos forem completados.