Mais
×

Barraqueiros de Hollywood: os atores mais encrenqueiros do cinema

Brand X Pictures/Stockbyte/Getty Images

Introdução

Eles tem o mundo a seus pés, mas mesmo assim isso parece não ser o suficiente. Ricos, famosos, bonitos e bastante inconsequentes: algumas celebridades de Hollywood acabam ganhando fama muito mais pelos seus problemas e escândalos pessoais do que por suas atuações no cinema. Em certos casos esses barracos se espalham pela mídia, sujando a reputação dos famosos a ponto de comprometer seriamente suas carreiras. Já em outros exemplos, as celebridades usam o próprio problema como catapulta para seu sucesso. Conheça os 10 maiores barraqueiros de Hollywood!

Frederick M. Brown/Getty Images Entertainment/Getty Images

Lindsay Lohan

A jovem atriz, revelada no filme "Operação Cupido" em 1998, parecia ter uma promissora carreira pela frente. Porém, seus inúmeros problemas com drogas e álcool tiraram Lindsay Lohan da rota do sucesso. Ela já foi presa por dirigir alcoolizada, entrou e saiu várias vezes de clínicas de reabilitação de drogas e foi processada por roubar um um colar nos Estados Unidos. A sorte é que a cadeia estava lotada e Lindsay teve que cumprir prisão domiciliar, sendo monitorada por uma tornozeleira eletrônica por cerca de um mês. Um dos últimos papéis que interpretou foi o dela mesmo foi na série "Anger Management", quando fazia par romântico com Charlie Sheen.

Jason Merritt/Getty Images Entertainment/Getty Images

Mel Gibson

O renomado ator, que chegou a ganhar um Oscar pelo épico filme "Coração Valente", tem uma longa lista de sérios problemas com a justiça. Homofobia, antissemitismo, violência doméstica e até mesmo racismo são algumas das várias acusações que sujam a ficha de Mel Gibson com a polícia. O australiano também trava uma batalha ferrenha com o álcool, algo que o acompanha desde a adolescência. Mel já admitiu em entrevistas que começou a beber com apenas 12 anos de idade e até hoje não conseguiu se libertar completamente desse vício. Ultimamente, ele anda bastante afastado da sétima arte, tanto como ator como diretor, dedicando-se à vida pessoal e focando na sua recuperação.

Michael Buckner/Getty Images Entertainment/Getty Images

Charlie Sheen

Um dos atores mais insanos de Hollywood, Charlie Sheen parece gostar dessa fama e até mesmo lucra com sua imagem de homem controverso. Sua loucura não é nada recente. Nos anos 80 ele deu um tiro acidental e atingiu sua noiva na época, que logo terminou a relação. Após um divórcio conturbado, Brooke Mueller, ex-mulher e mãe dos filhos gêmeos do ator, entrou na justiça para impedir que Sheen chegasse perto dela, declarando que ele era realmente louco. Depois disso, o ator começou a viver junto com duas mulheres, declarando-se publicamente polígamo. Nesse período ele chegou a ser detido pela polícia depois de destruir uma suíte de hotel em Nova York.

Chelsea Lauren/Getty Images Entertainment/Getty Images

Wesley Snipes

O veterano ator, conhecido pelos seus clássicos papéis em filmes de ação como "Blade" e "Passageiro 57", não tem uma longa ficha de vexames e crimes. Porém, seu único deslize o fez passar 3 anos preso em uma penitenciária nos Estados Unidos. Wesley Snipes estava envolvido num esquema de fraudar impostos do governo americano. Estima-se que Snipes desviou cerca de 10 milhões de dólares da receita federal americana. Mesmo com todas as apelações do caso e a defesa do ator dizendo que ele foi vítima de um vigarista, não houve caso. Snipes começou a cumprir pena em 2010 e só foi libertado no início de 2013.

Jason Merritt/Getty Images Entertainment/Getty Images

Paris Hilton

Em 2003, a herdeira de um dos magnatas da cadeias de hotéis Hilton, surgiu para a fama quando um vídeo caseiro vazou, mostrando-a em pleno ato sexual. Paris não tentou impedir a veiculação do filme, mas sim usou todo o escândalo a seu favor para promover o show "Simple Life". Hilton também já foi autuada por dirigir alcoolizada e ultrapassar os limites de velocidade permitidos. Essas infrações quase levaram a socialite para a cadeia, porém seus advogados conseguiram transformar a pena em prisão domiciliar. Paris Hilton teve que ficar 40 dias em casa, sendo monitorada por uma tornozeleira eletrônica.

Stuart Wilson/Getty Images Entertainment/Getty Images

Hugh Grant

O ator britânico, conhecido por seus papéis em comédias românticas, foi protagonista de um dos maiores barracos dos anos 90. Hugh Grant foi preso por atentado ao pudor em Los Angeles, enquanto fazia sexo com a prostituta Divine Brown. O ator teve que passar dois anos em liberdade condicional para pagar sua dívida com a justiça. Incrivelmente, esse escândalo só ajudou a carreira de Grant, que passou a ser muito mais conhecido depois dessa polêmica. Sua namorada na época, Elizabeth Hurley, não gostou nada da história e terminou o relacionamento em seguida. Desde então, o britânico aprendeu a lição e não se envolveu mais em nenhum escândalo.

Taylor Hill/Getty Images Entertainment/Getty Images

Robert Downey Jr.

Quem vê hoje Robert Downey Jr. brilhar no cinema como o super-herói Homem de Ferro mal lembra que até pouco tempo atrás ele estava na cadeia. Cocaína, maconha, heroína e outras substâncias tóxicas eram bastante comuns no dia a dia do ator, sendo responsáveis por uma grande pausa em sua carreira. Robert chegou a passar um ano na prisão, fazendo tratamento de reabilitação na Califórnia em 1999. Tudo começou a mudar em 2004, quando se livrou definitivamente de seus vícios. Em 2008, o sucesso bateu a porta e o ator emplacou dois grandes filmes: a comédia "Trovão Tropical" e o primeiro filme de "Homem de Ferro".

Rob Kim/Getty Images Entertainment/Getty Images

Wynona Rider

Em 2001 Wynona Rider chocou o público quando foi presa roubando roupas em uma loja de Los Angeles, nos Estados Unidos. Esse episódio foi apenas o começo de um processo que expôs vários podres da renomada atriz. Durante o julgamento, acusações de vandalismo, outros roubos e uso indiscriminado de medicamentos controlados sujaram o nome de Wynona na indústria do cinema. Ela foi condenada a 3 anos de liberdade condicional, além de prestar 480 horas de serviços humanitários e frequentar uma clínica de reabilitação de drogas. Depois desse episódio, a atriz nunca mais foi a mesma e sua carreira promissora, com personagens em filmes sérios, tomou um rumo mais comercial.

Jason Merritt/Getty Images Entertainment/Getty Images

Drew Barrymore

Muita gente que vê hoje a meiga Drew Barrymore com grandes sucessos em comédias românticas não lembra que a atriz penou muito para chegar até esse estágio da carreira. A atriz, que foi descoberta em 1982 em "E.T. - O Extraterrestre", teve que superar sérios problemas com álcool e drogas. Aos nove anos, Drew já frequentava boates, aos onze começou a beber álcool e aos trezes teve sua primeira experiência com drogas. Barrymore atingiu o fundo do poço ainda adolescente, quanto tentou se suicidar com somente 14 anos. Depois disso ela se internou numa clínica de reabilitação e aos poucos foi reconquistando o tempo perdido em sua carreira.

Frazer Harrison/Getty Images Entertainment/Getty Images

Kristen Stewart

A atriz que foi lançada a fama graças a série de filmes "Crespúsculo" tem pouco tempo de carreira, mas já acumula vários barracos em seu currículo. Kristen, que nunca escondeu sua aversão aos paparazzis, foi protagonista de um dos maiores escândalos de Hollywood. Ela foi flagrada dando beijos e carícias para lá de íntimas com Rupert Sanders, que na época era diretor do filme "Branca de Neve e o Caçador", também protagonizado por Kristen. A atriz, que namorava Robert Pattinson quando isso aconteceu, teve que vir a público pedir desculpas para tentar consertar a situação. Pattinson chegou a perdoar Stewart, porém o relacionamento nunca mais foi o mesmo.