×
Loading ...

O que são barreiras de saída?

Atualizado em 17 abril, 2017

O termo "barreira de saída" refere-se a um obstáculo ou outra condição que potencialmente impede uma empresa de deixar um setor do mercado ou indústria. Essas barreiras implicam em uma alta taxa para deixar ou realocar em um mercado, não importa as razões, o que, geralmente, inclui incentivos como altos níveis de competição e baixas margens lucrativas. Essas barreiras podem ser altas o suficiente para forçar empresas a continuarem em mercados desvantajosos, pois o preço de deixá-lo seria mais alto do que continuar.

Complexos de manufatura grandes como essa refinaria de petróleo enfrentam as barreiras de saída mais altas (Thomas Northcut/Photodisc/Getty Images)

Ativos fixos

Certos mercados implicam em um alto nível de investimento em ativos fixos, que não podem ser movidos prontamente ou liquidados favoravelmente. Geralmente, certos serviços, como a manufatura, enfrentam esse tipo de barreira de modo desproporcional. Manufaturadores, geralmente, possuem equipamentos e instalações especializados como parte de sua operação, enquanto os prestadores de serviço, como empresas de telecomunicações, investem altamente em fiação, implantação de equipamentos e preparação de infraestrutura. Liquidar esquipamentos e instalações de manufaturação é difícil, mais ainda em uma indústria especializada, enquanto prestadores de serviços podem achar mais barato continuar fornecendo serviços em troca de algum retorno em seus altos investimentos iniciais nos seu ativos fixos ou semi-permanentes.

Loading...
Empresas de telecomunicação encaram altas barreiras de saída, devido ao seu custo relativamente alto em investimento e equipamentos (Comstock Images/Comstock/Getty Images)

Baixos custos variáveis

Geralmente, altos investimentos iniciais correlacionam-se com baixos custos variáveis, que são as entradas por unidade requeridas pra manufaturar ou fornecer outra unidade de produto. Isso dissuade vendedores de desinvestir no mercado, em razão do alto investimento inicial e os custos relativamente baixos em continuar com o negócio. Custos variáveis também podem ser usados como uma iniciativa para permanecer no mercado ou impedir potenciais competidores de entrar, em razão de suas inconstâncias ou a habilidade de vendedores em manipular o preço final para fazer com que seus produtos sejam menos competitivos.

Altos custos imediatos

Muitas empresas são baseadas em obrigações contratuais de longo prazo entre vendedores e compradores, e entre vendedores e seus funcionários. Essas empresas, frequentemente, encaram altos custos imediatos para qualquer tipo de desinvestimento em um mercado ou até mesmo um enxugamento. Essas taxas vêm de uma variedade de fontes como o custo de demissão de funcionários e o fornecimento de pacotes de indenização, o custo de quebra de contratos com fornecedores e compradores e os custos relacionados a instalações e equipamentos.

Outras barreiras

As empresas podem encarar outras barreiras de saída, geralmente ligadas a custos imediatos de desinvestimentos ou perda de ativos fixos. Isso pode incluir cláusulas de contratos, normalmente baseadas em obrigações contratuais com fornecedores, compradores ou senhorios. Geralmente, esses contratos reforçam uma punição para a quebra de contrato ou atos como os principais impedimentos para um desinvestimento repentino em um mercado. Algumas empresas também podem aumentar intencionalmente barreiras para elas mesmas para sacudir competidores, geralmente empresas novas ou comunicar um compromisso de permanecer no mercado a um longo prazo. Às vezes, uma recuperação iminente antecipada de mercado, também faz com que uma empresa permaneça em um mercado desfavorável.

Loading...

Referências

Recursos

Loading ...
Loading ...